menu

07/06/2018


Onde a Família está errando para Filhos e Genros estarem na Execução de Pais?

TEMPOS QUENTES NA DISPUTA PELO GOVERNO Por Walter Santos

Quinta-feira chocante esta, 8, diante da informação da Polícia Civil de que o mandante do assassinato do empresário Arnóbio Ferreira, torcedor do Auto Esporte muito conhecido na Grande João Pessoa, teria sido seu Genro, Antonio Cícero. Pior ainda: com a participação de outros familiares.

Em menos de 10 dias é outra revelação chocante na sociedade paraibana, tal qual a do Caso da morte do gerente do Posto de Gasolina em Manaira em plena greve dos Caminhoneiros, quando a Polícia constatou que o filho da vitima participara da organização do assalto ao pai.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Não há nada mais cruel do que constatar o declínio moral e de sanidade da Família quando ela passa a ser vítima de seus Filhos desprovidos de formação ética, de educação humana, etc deixando-se comandar pelo crime injustificável.

Há algo de grave na permissibilidade de desvios dessa monta porque, em casos assim, os indícios são claros de falta de orientação consistente, certamente pela ausência dos pais em momentos da formação quando as facilidades do mundo externo seduzem mais do que a educação básica.

CASO ARNÓBIO

A dor sangra fortemente sem parar porque, como pode um beneficiado pela vida do empresário, um Genro, ser capaz de tamanha atrocidade!!!

Agora serve à Justiça, o reconhecimento ao trabalho da Polícia – que vem desvendando muitos casos – e a punição severa sem mais chances de repor os bárbaros crimes.

Enfim, que sirvam para as Famílias refletirem sobre como andam seus filhos.

ÚLTIMA

“Vida de Gado/ povo marcado/ povo (in)feliz”

Notícias relacionadas