menu

27/10/2018


A velha história de traidores de Cristo

Na vida, podemos consultar a história e logo veremos diversas fases e fatos importantes da vida humana repletas de casos expressivos registrando a ira e o ressentimento de setores tidos intelectuais e de classe média para cima, movidos a ódio pela frustração pessoal travestida de zelo ético coletivo.

A eleição de 2018 mostrou a cara de muita gente com esse perfil. Durante boa parte da vida viviam envolvidos com setores políticos e intelectuais defendendo bandeiras de lutas em favor da sociedade mas, eis que, de um tempo cá assumiram-se na inteireza de ódio incomum, injustificável até.

A FILOSOFIA E A VERDADE

Muitos desses personagens reproduzem o velho jargão do bairro da Torre: ” cospem no prato que tanto comeram”.

Ultimamente, como argumento da “boca pra fora”, assim querendo dar um grau de esperteza na fala bonita, vivem dizendo pelaí que a esquerda (o PT mais diretamente) inventou o roubo no Brasil.

Por essa ótica, todos são iguais, como diz a cartilha da Grande Midia, e assim a política é um espaço de ladrões. É a velha tática de acabar com a credibilidade politica podendo assim abrigar até farsas ou falsos messias.

Nada disso, contudo, encobre o argumento chulo de decepções, frustrações e desencantos, não por culpa ou responsabilidade da tal Esquerda, mas por suas incompetências não assumidas.

Aqui, nem em lugar nenhum, pode-se ignorar possíveis e reais erros cometidos pela nova ordem politica despejada, que apresentou muitos projetos e ações de relevância tamanha que fez o Brasil ser á 6a Economia e maior lider dos Emergentes.

VOLTANDO AO FOCO

Conheço muitos deles e delas tomadas na atualidade de uma confissão desmedida de apoio à Bolsonaro ignorando todas as posturas retrogradas do candidato porque resolveram esquecer o passado e assumir nova postura inteiramente adversa do que fora.

Essa gente votando em Bolsonaro é o mesmo que na hora H fizeram todos os fariseus em relação a Jesus Cristo, mal comparando como se diz. O condenaram sem provas nem motivações reais de erros ou pecados para jistificar seu sacrifício.

SINTESE

A Democracia permite que cada um faça sua opção, mas optar pela incompetência, tortura, fascismo, retrocessos civis e sociais é uma escolha admissível,mas perto do ralo e sarjeta.

Já imagino até a cena com todos gritando em favor da lama.

Triste vida dura.

Notícias relacionadas