menu

28/06/2018


A força da inovação fazendo do Frio nova vocação econômica do Brejo; enfim, o exemplo potencializado

A rigor, se formos honestos com a história, Pernambuco foi quem primeiro sacou o lugar montanhoso e frio como forma de gerar riqueza econômica como segunda moradia. Gravatá e Garanhuns representam isso.

Há 13 anos, contudo, o Brejo paraibano convive com a nova forma de gerar economia criativa à base da arte e da cultura com inovação de forma bem resolvida e articulada envolvendo todos os municípios.

O projeto 2018 “Caminhos do Frio” aberto nesta quinta-feira pelo Secretário de Cultura, Lau Siqueira, na PBTUR, mostrou que o Brejo não está para brincadeira, isto é, professa a cultura de criar novidade com engenhosidade.

Sem dúvidas, a Paraíba se envolve com nova premissa de desenvolvimento mudando a realidade antes árida e sem perspectiva.

Ainda bem.

Notícias relacionadas