menu

Futebol

21/01/2013


São Paulo pode ficar sem Morumbi

Libertadores

 A Conmebol abriu procedimento disciplinar contra o São Paulo, nesta segunda-feira (21), em razão da confusão ocorrida durante a final da Copa Sul-Americana, em dezembro. Em comunicado oficial, a entidade estabelece o dia 23, quarta-feira desta semana, como prazo final para o clube brasileiro apresentar sua defesa.

Caso o departamento jurídico do São Paulo não se manifeste no prazo, a Conmebol ameaça impor multas e interditar o Estádio do Morumbi, sem especificar o número de partidas. As punições, cogitadas no procedimento disciplinar, podem prejudicar a equipe brasileira durante a disputa da Copa Libertadores.

O time faz sua estreia na fase preliminar justamente nesta quarta, contra o Bolívar, no Morumbi, logo após o fim do prazo estabelecido pela Conmebol. Segundo o comunicado, o clube deve se manifestar sobre o caso até às 18 horas, no horário de Assunção, equivalente às 19 horas no horário de verão brasileiro. A partida está marcada para 22 horas.

Além do São Paulo, o Tigre também corre o risco de ser punido na Libertadores. Finalista da Sul-Americana, o time argentino pode ser multado e ter seu estádio interditado já na fase preliminar da Libertadores.

O caso se refere à final da Sul-Americana, no dia 12 de dezembro. A decisão foi marcada por uma confusão no intervalo da partida, envolvendo seguranças do clube brasileiro e jogadores argentinos, após lances hostis dos atletas do Tigre durante o primeiro tempo.

Os jogadores do Tigre alegaram ameaças físicas, incluindo armas de fogo, para não voltar ao gramado. Seria uma reação a supostas agressões dos seguranças do São Paulo no vestiário. Sem o time rival em campo, o árbitro da partida decretou a vitória do time brasileiro, que vencia o jogo por 2 a 0.