menu

Política

27/02/2013


Ruy crê no fim dos 14º e 15º salários

Único deputado federal da Paraíba a abrir mão oficialmente do recebimento dos 14º e 15º salários na Câmara, o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB), está otimista quanto à aprovação da proposta (PDC 569/12), que acaba o benefício. O tema será levado a plenário hoje e Ruy Carneiro foi designado pelo PSDB para fazer o encaminhamento oficial da posição do partido.

 

-Defendi uma posição firme do PSDB pelo fim do beneficio e, felizmente, a bancada concordou e hoje farei a defesa da nossa posição em plenário. Os 14º e 15º salários são pagos a deputados e senadores há 65 anos e provocam um impacto anual extra de R$ 31 milhões nas contas do Legislativo, apontou Ruy.

 

O parlamentar acredita que a maioria dos deputados votará pelo fim do benefício, uma vez que a votação será aberta. “Tenho defendido que esse é o encontro da Câmara com a sociedade. Esse é um dos temas que precisam ser vencidos pela Casa para melhorar a imagem do Legislativo brasileiro. Todos os líderes já sinalizaram positivamente”, antecipou Ruy.

 

Já aprovado no Senado Federal, o projeto aguarda para ser votado na Câmara desse maio do ano passado. O tema chegou ao Senado dois meses após a Associação dos Servidores do Ministério Público Federal entrar com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo o fim do pagamento desses extras aos parlamentares. Como não foi votado na Câmara ano passado, cada parlamentar conseguiu receber o 15º de 2012 e o 14º de 2013. O deputado Ruy Carneiro faz parte do grupo de parlamentares que recusou esse recebimento.

 

Esse benefício é pago desde 1946 aos parlamentares para cobrir gastos que eles teriam com o deslocamento de suas famílias para o Rio de Janeiro, então sede do Congresso Nacional, por ser a capital do Brasil.