menu

Política

07/02/2013


Prefeito de Santa Rita barra Cori

Crise

O prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira, foi um dos primeiros eleitos em 2012 a ter uma audiência com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Os dois prometeram parcerias entre Estado e Prefeitura, mas um pedido recusado do governador abriu uma crise entre os dois gestores. Este teria sido o principal motivo da rusga entre o prefeito e o governador na solenidade de assinatura de contrato para construção de 928 casas na cidade canavieira.

O local escolhido pelo prefeito para realização da solenidade foi recusado pelo governo, que marcou o evento para frente da Câmara Municipal, onde o prefeito obteve recente derrota na eleição da Mesa Diretora. O ministro Aguinaldo Ribeiro teve que intervir e colocou a solenidade para acontecer na frente do Banco do Brasil.

Até se especulou que este seria o motivo da rusga, mas uma fonte que circula nos bastidores da Política santarritense, revelou ao Portal WSCOM, que o real motivo da crise entre Reginaldo e Ricardo, foi a recusa do prefeito a um pedido do governador.

Ricardo teria pedido ao prefeito que encaixasse seu irmão, Coriolando Coutinho, na sua equipe de governo, mas Reginaldo não acatou o pedido. Ainda segundo a fonte, Reginaldo ficou com medo da repercussão negativa da nomeação, já que Cori, como é conhecido, enfrentou várias problemas quando foi superintendente da Emlur.