Por 379 votos a 131, Câmara aprova em primeiro turno o texto-base da reforma - WSCOM

menu

Política

11/07/2019


Por 379 votos a 131, Câmara aprova em primeiro turno o texto-base da reforma

Agora, os parlamentares começam a votar os 20 destaques apresentados pelas bancadas. Sessão será retomada nesta quinta-feira (11), pela manhã.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se emocionou durante comemoração da aprovação do texto-base da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados

Depois de oito horas de debates, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, o texto principal da reforma da Previdência. A proposta teve 379 votos a favor e 131 votos contra.

 

Agora, os parlamentares começam a votar os 20 destaques apresentados pelas bancadas. Mais cedo, os deputados tinham concordado em derrubar as emendas individuais e manter apenas as de bancada.

 

Após a aprovação do texto-base, os deputados votaram um único destaque, rejeitado. Em seguida, o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) encerrou a sessão, que será retomada na manhã desta quinta (11).

PEC DOS PROFESSORES

O destaque rejeitado pretendia mudar as regras previstas para professores na reforma. Apresentado pelo PL, propunha para professores da rede pública de ensino a aposentadoria com 55 anos de idade e 30 de contribuição para homens, e com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição para mulheres.

A mudança foi rejeitada, mesmo com maioria de votos favoráveis ao destaque. O placar foi de 265 votos a favor e 184 contra. Mas, por se tratar de PEC, eram necessários pelo menos 308 votos para a aprovação.

ALÉM DA EXPECTATIVA

O resultado da votação do texto-base desta quarta superou as expectativas dos próprios governistas. Até domingo (7), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, estimava que a proposta receberia cerca de 330 votos.

OPOSIÇÃO QUE VIROU SITUAÇÃO

Contribuíram para o resultado os votos de deputados de partidos de oposição, como PSB e PDT, que tinham fechado questão contra a reforma da Previdência. No PSB, dos 32 deputados da bancada, 11 votaram a favor da reforma. No PDT, oito dos 27 deputados votaram pela aprovação do texto.

Com informações Agência Brasil
Portal WSCOM