menu

Policial

05/09/2019


Operação Thanatus prende suspeito de latrocínio em Alagoa Grande e comparsa que fazia ‘desmanche de veículos’ em Sapé

As investigações apontam que no dia 25 de abril passado, "Tonho Zoró" teria matado a pauladas o agricultor Antonio de Souza Silva, 50 anos, conhecido por “Tonho Novo"

Imagem reprodução/Foto: Ascom

A Polícia Civil da Paraíba prendeu no início da manhã desta quinta-feira (05), Antônio Silva do Nascimento, conhecido como “Tonho Zoró”, 38 anos, suspeito de ser o autor de um latrocínio ocorrido em Alagoa Grande em abril deste ano.

 

Segundo o delegado Hugo Lucena, titular da Seccional de Guarabira, a prisão de “Tonho Zoró” ocorreu na zona rural de Alagoa Grande e é resultado da ‘Operação Thanatus’, que vinha fechando o cerco ao suspeito desde a tarde de ontem.

 

As investigações apontam que no dia 25 de abril passado, “Tonho Zoró” teria matado a pauladas o agricultor Antonio de Souza Silva, 50 anos, conhecido por “Tonho Novo”, e dele subtraiu a moto e outros pertences.

 

PRISÃO DO COMPARSA 

 

“No curso da investigação, que durou quatro meses, a polícia conseguiu chegar ao comparsa de “Tonho”: o Adriano Verde era de Oliveira, 42 anos, que possui um ‘desmanche de veículos’ na cidade de Sapé-PB, o qual ficou com os bens roubados e os vendeu” revelou o delegado Hugo Lucena.

 

Adriano também foi preso pela Polícia Civil, na tarde de ontem, em Sapé, onde reside. Contra ambos foi expedido mandado de prisão pelo juízo da comarca de Alagoa Grande. Ouvidos, os dois acusados confessaram o crime.

 

“Tonho Zoró” é suspeito de ser autor de vários roubos na zona rural de vários municípios. Ambos os acusados serão apresentados no fórum de Alagoa Grande para audiência de custódia”, concluiu.

 

 

 

 


Portal WSCOM