Fim da Linha: Polícia Civil prende acusados de chefiar esquema fraudulento de veículos

0
12
Imagem ilustrativa

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia Especializada de Crimes Contra o Patrimônio de Campina Grande (DRF-CG), em operação integrada com a Delegacia Civil em Queimadas, deflagrou na manhã desta quinta-feira (22) a Operação Fim da Linha, com o objetivo de cumprir quatro mandados de prisão.

 

Durante a operação, Agostinho Gonzada Neto, 57 anos, Bernadete Gonzaga Leal, 61 anos e Lizandra Leal de Oliveira, 41 anos foram presos. Um quarto suspeito encontra-se foragido. Trata-se de Claves de Almeida Lopes, proprietário da empresa “CLAVES EMPLACAMENTOS”.

 

Segundo informações, as prisões são oriunda do Processo Criminal n. 0832620-71.2008.815.2002 , da 6ª Vara Criminal de João Pessoa, que investigou um esquema de regularização fraudulenta de veículos roubados/furtados frente ao Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (DETRAN-PB).

 

Condenação

Os acusados Agostinho Gonzada Neto, Bernadete Gonzaga Leal e Lizandra Leal de Oliveira foram condenados a 13 anos e 8 meses. Já Claves de Almeida Lopesfoi condenado a 15 anos e 8 meses de prisão em regime inicialmente fechado.

 

Os presos foram encontrados e capturados nos bairros Jardim Paulistano e Liberdade, Campina Grande e serão apresentados no dia de hoje ao Judiciário para Audiência de Custódia.