menu

Policial

03/01/2013


Patos supera CG em média de homicídios

 Com 68 homicídios registrados no ano de 2012, o município de Patos teve uma média de um homicídio a cada 5,38 dias, superando proporcionalmente a cidade de Campina Grande, que terminou o ano com 170 assassinatos e uma média de uma morte a cada 2,15 dias. Esses dados foram constados pelo Instituto Patoense de Pesquisa e Estatísca (INPPE).

Ainda segundo INPPE, Patos teve uma morte para cada grupo de 1.500 habitantes, considerando a população divulgada em julho passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísca (IBGE), de 102.020 pessoas.

Já em Campina Grande, o registro foi de um homicídio para cada grupo de 2,293 habitantes, levando em conta, de acordo com IBGE, a população de 389.905 pessoas.

Para se ter uma ideia da relativa violência mais alta na cidade de Patos em 2012, seriam necessários segundo o INPPE, 260 homicídios em Campina Grande, para estabelecer a mesma relação proporcional de homicídios registrados em Patos.

Patos superou a Rainha da Borborema quase quatro vezes maior em termos proporcionais, na ordem de 52,94%, só no tocante aos crimes de homicídio.

Apesar do esforço das polícias Civil e Militar, o ano de 2012 terminou sendo o mais violento na cidade de Patos, que teve uma marca crescente desde 2007. Em 2011, a cidade registrou 62 homicídios, também superando Campina Grande, que terminou com 175 crimes de homicídio.