Palmeiras arranca empate do São Paulo e vê vantagem diminuir - WSCOM

menu

Futebol

14/07/2019


Palmeiras arranca empate do São Paulo e vê vantagem diminuir

Tricolor abre o placar com Pablo (que volta a se machucar), cria chances, mas toma empate em lance bizarro - chute de Dudu sobe muito, bate no travessão, volta em Volpi e entra. Verdão segue invicto, agora com três pontos para o Santos

São Paulo x Palmeiras - Alexandre Pato (Foto: Marcos Ribolli)

Com time misto, poupando para a Copa do Brasil, o Palmeiras arrancou ótimo empate do São Paulo, em 1 a 1, no Morumbi, na noite deste sábado, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor abriu o placar com Pablo (que voltou a se machucar), criou chances para ampliar, mas tomou empate em lance bizarro – Dudu chutou, a bola desviou em Reinaldo, subiu muito, bateu no travessão, voltou em Volpi e entrou. O gol foi tão estranho que Cuca o chamou de “espírita”, mas a torcida do Palmeiras viu semelhança com outros gols de cobertura, enchendo as redes sociais de memes.

Com o resultado de 1 a 1, o Palmeiras segue invicto no Brasileirão (já são 33 jogos sem derrotas na competição, incluindo todo o segundo turno do torneio do ano passado), mas agora com “apenas” três pontos de frente para o segundo colocado, o Santos (26 a 23 pontos). Já o São Paulo segue no meio da tabela, com 15.

Vale destacar

Este foi apenas o segundo jogo em que o Palmeiras perdeu pontos no Brasileirão – o primeiro havia sido no empate em 1 a 1 com o CSA, em Maceió. Duas coisas em comum nessas partidas: em ambas, o Palmeiras jogou com time misto (ou seja, não perde nem com reservas) e teve mais posse de bola do que o adversário. Nas oito vitórias até agora no Brasileirão, o Palmeiras só teve mais posse do que o adversário em uma delas (contra o lanterna Avaí, em casa).

O São Paulo segue sem vitórias em clássicos no ano. Agora são nove jogos contra os grandes rivais, com cinco derrotas e quatro empates.

Cenas lamentáveis

Já nos acréscimos, houve uma grande confusão entre os jogadores dos dois times. Raniel entendeu que Deyverson estava provocando o São Paulo e foi tirar satisfações. Foi o estopim para que o tempo fechasse. Vale destacar que, antes do jogo, as duas equipes chegaram juntas ao Morumbi, em sinal claro de confraternização.


Globoesporte.com