Youtubers fãs de aventuras morrem em queda de cachoeira - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

06/07/2018


Youtubers fãs de aventuras morrem em queda de cachoeira

Foto: autor desconhecido.

Três influenciadores digitais fãs de aventura morreram ao caírem em uma cachorreira em Shannon Falls, no Canadá, nesta terça-feira. O grupo High on Life, do qual eles participavam, criou uma campanha de financiamento coletivo para arcar com os custos de um funeral e de um memorial. A página no Facebook publicou um vídeo nesta sexta-feira para confirmar o acontecimento.

Segundo a “CTV News”, Ryker Gamble, Alexey Lyakh e Megan Scraper sofreram uma queda de quase 30 metros. Eles subiram as cachoeiras para nadar, mas ficaram muito próximos da borda e acabaram escorregando. Pessoas que viram o momento da queda contaram à emissora “CBC” viram Megan cair em pedras primeiro. Os outros dois então teriam tentado salvá-la. As tentativas foram, contudo, em vão.

Nas redes sociais, fãs lembram deles pelo amor por viagens. Nos dias que antecederam suas mortes, publicaram paisagens no Canadá. O canal no YouTube “High on Life” tem mais de 500 mil inscritos.

Fãs de youtubers publicam mensagens de despedida
Fãs de youtubers publicam mensagens de despedida Foto: Instagram/Reprodução
Fãs de youtubers publicam mensagens de despedida
Fãs de youtubers publicam mensagens de despedida Foto: Instagram/Reprodução

“Eles eram três das pessoas mais calorosas, mais gentis, mais motivadas e extrovertidas que você poderia conhecer, e o mundo perdeu muita luz com a morte de nossos amigos”, disseram os amigos do High on Life em um comunicado, segundo a revista “Cosmopolitan”.

“Eles viviam todos os dias ao máximo, representavam positividade, coragem, viver a melhor vida que podiam e compartilhavam e ensinavam seus valores a milhões ou pessoas em todo o mundo”, acrescentaram.

No entanto, Ryker, Alexey e Megan nem sempre agiam com resposabilidade. Eles já foram detidos por sete dias em 2016, quando violaram normas do Parque Nacional de Yellowstone para tirar fotos em uma área de acesso proibido por ser considerada perigosa.

Extra

Notícias relacionadas