Vitória do Real Madrid agrava 'queda' de Ronaldo - WSCOM

menu

Mais Esporte

05/03/2006


Vitória do Real Madrid agrava

A ausência de Ronaldo, barrado pelo técnico Juan Manuel López Caro do clássico do sábado em que o Real Madrid derrotou por 2-1 o Atlético de Madrid, não foi sentida por ninguém, destacou a imprensa espanhola, que ataca indiretamente o craque brasileiro.

“Ronaldo perde sua posição”, estampou sem rodeios o diário esportivo Marca, segundo o qual não é certa a presença de Ronaldo para o jogo de volta das oitavas-de-final da Liga dos Campeões contra o Arsenal, na próxima quarta-feira em Londres.

“O público se mostrou indiferente à sua ausência … menos ainda o time branco que ganhou força e coragem para lutar”, acrescentou Marca.

Ronaldo foi substituído pelo italiano Antonio Cassano, que aproveitou a oportunidade para marcar um gol.

López Caro disse depois do jogo que a decisão de barrar Ronaldo foi “puramente técnica”, que “o time está acima dos valores individuais” e que o brasileiro “voltará a jogar quando estiver bem”.

O diário El Mundo dedicou um domingo especial para os “Galácticos”, carregando contra Ronaldo, cuja posição no Real Madrid ficou bastante enfraquecida com a renúncia de seu protetor, o ex-presidente Florentino Pérez.

“A maioria dos jogadores espanhóis (do Real Madrid) não suporta Ronaldo e dizem que é egoísta” tanto fora como dentro de campo”, acrescentou o jornal.

El País, por seu lado, faz uma “leitura política” da ausência do brasileiro: “sua cabeça foi entregue aos torcedores” por um López Caro preocupado em acalmar as sensíveis arquibancadas do Santiago Bernabéu, as quais Ronaldo escandalizou há alguns dias dizendo que não tinham carinho.

El País considerou que esta fórmula de “agradar a todos (…) dificilmente poderá ser mantida por toda temporada”.

Notícias relacionadas