Vigilância Sanitária de Patos apreende 200 quilos de carne estragada - WSCOM

menu

Paraíba

23/08/2005


Vigilância Sanitária de Patos apreende

Cerca de 200 quilos de carne bovina sem inspeção que seria comercializada no Mercado Público de Patos foi apreendida pela Vigilância Sanitária Municipal durante o final de semana.

A apreensão foi feita no momento em que os comerciantes irregulares tentavam repassar o produto para os consumidores locais. A carne foi inutilizada, através da mistura de creolina, e em seguida enterrada.

O diretor da Vigilância Sanitária de Patos, Petrônio Souto Gouveia, informou que os próprios comerciantes que agem regularmente e que seguem todos os procedimentos para vender uma carne saudável aos consumidores estão denunciando quando chega algum produto irregular. “As inspeções são feitas por uma equipe de veterinários no matadouro municipal e a carne que vem de lá possui garantia. O que vem nos preocupando são os produtos que fogem a esse controle. São deles que estamos impedindo a entrada e a comercialização no Mercado”, disse Gouveia.

Ele informou que a Curadoria do Consumidor vem atuando para impedir o comércio informal de carnes no mercado, ou seja, aquele que não está nos boxes. “Vem sendo feito um trabalho de retirada de bancas que oferecem carnes nas entradas do mercado, em calçadas e esquinas.Vem sendo feita fiscalização também para impedir o abate clandestino de animais com o objetivo de impedir que os consumidores comprem carne fora dos padrões de qualidade em Patos”, enfatizou. Ele pediu aos consumidores para adquirir os produtos dos comerciantes que estão nos boxes, que possuem os selos de garantia de inspeção.

Gouveia mandou um recado àqueles comerciantes que tentam burlar as inspeções, informando que o órgão estará atento para impedir esse tipo de prática e lembra que o consumidor merece respeito e é obrigação do comerciante oferecer produtos de qualidade. “Além da Vigilância Sanitária, existe a vigilância da comunidade e da população para observar os que teimam em atuar na clandestinidade”, completou.

A carne que é comercializada no Mercado Público de Patos é inspecionada pela gerência técnica municipal da Secretaria de Agricultura do Estado e devem possuir os selos do SIM (Serviço de Inspeção Municipal) e ou do SIF (Serviço de Inspeção Federal).

Notícias relacionadas