Viaduto Cristo Redentor é interditado parcialmente para exames periciais realiza - WSCOM

menu

Paraíba

18/08/2005


Viaduto Cristo Redentor é interditado

Peritos criminais federais começaram nesta quarta-feira a realizar exames periciais no Viaduto Cristo Redentor, que será interditado parcialmente durante dois dias. Cada uma das vias superiores será bloqueada temporariamente para as inspeções, com o objetivo de apurar se houve ou não superfaturamento no orçamento do projeto.

Durante esse período serão feitos levantamentos topográficos e coleta de material, para verificar se os preços estavam adequados ao que constavam no projeto, e se a obra foi executada conforme foi contratada.Os peritos criminais federais Acir de Oliveira Júnior, Fernando Fernandes de Lima e Pedro de Oliveira Júnior, engenheiros civis do Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília, são os responsáveis pelos exames. Segundo Acir, não há uma previsão nítida de quando será emitido um laudo oficial sobre os resultados da perícia.

“Vamos trabalhar medições e perfurações de sondagem em dois dias. Depois, já em Brasília, iremos fazer a pesquisa dos preços de materiais e alguns ensaios, para poder elaborar o laudo, que será anexado ao inquérito que apura as irregularidades”, explicou.Serão avaliados o aterro usado nas cabeceiras da ponte, o concreto usado na estrutura e o concreto betuminoso usinado a quente, com o qual se faz os pavimentos.

A inspeção faz parte da Operação Confraria, deflagrada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Tribunal Regional Federal, Tribunal de Contas da União, Justiça Federal e Controladoria-Geral da União, que apuram fraudes em obras de João Pessoa para as quais foram destinados recursos federais.

Notícias relacionadas