Vereadores da oposição cobram mais diálogo por parte de Cartaxo - WSCOM

menu

08/03/2018


Vereadores da oposição cobram mais diálogo por parte de Cartaxo

De acordo com o vereador Leo Bezerra (PSB), os encaminhamentos dos oposicionistas estariam sendo ignorados pelo prefeito Luciano Cartaxo

Foto: autor desconhecido.

O líder da bancada oposicionista no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), vereador Leo Bezerra (PSB), em pronunciamento na manhã desta quinta-feira (8), voltou a cobrar do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e de seus auxiliares mais diálogo, respostas e atenção aos requerimentos dos vereadores da Casa Napoleão Laureano. De acordo com o líder, os encaminhamentos estariam sendo ignorados pela administração municipal.

“Mais uma vez venho ocupar a tribuna desta Casa para cobrar do prefeito as respostas aos nossos requerimentos e solicitações desta Casa. Os relatórios das ‘Caravanas da oposição’ que nós entregamos estão sem respostas. Queremos saber das solicitações relacionadas à Comunidade Maria de Nazaré, acerca do esgotamento sanitário na região do Hospital Princesa Isabel; da recuperação do mirante da Estação Ciência, entre outras coisas. Queremos saber isso e não temos este diálogo com o prefeito. Queremos saber o que ele tem realmente para João Pessoa”, aponto Leo Bezerra.

O parlamentar garantiu que vai continuar cobrando as ações e as respostas, principalmente aos seus requerimentos, ressaltando que admite, sim, que é positiva a permanência de Cartaxo no cargo de prefeito, desistindo de disputar o governo do estado nas eleições de outubro deste ano, mas as cobranças por parte da oposição vão continuar. “O fico do prefeito foi bom para a cidade, mas queremos respostas”.

“Estas respostas”, segundo Leo Bezerra, “não são para o vereador, mas para a população de João Pessoa”. Destacou ele: “Gostaria de dialogar e saber quais as ações do prefeito para esta cidade. Queremos saber quais as ruas serão calçadas e os PSFs que serão reformados, para passarmos as informações para a população”.

Ele também cobrou a implantação do prontuário eletrônico na saúde por parte da prefeitura, que seria um grande avanço, lamentando seu projeto vetado que tratava do tema. “Sei que o problema da saúde não está somente em João Pessoa, mas, sim, em todo o país. Todavia, temos que avançar. Tem gente, por exemplo, esperando resultado de exames há mais de seis meses”, acusou o parlamentar.

O vereador oposicionista Marcos Henriques (PT), em aparte, lamentou o veto de projetos como o do prontuário eletrônico. “Será que isso ocorreu só por ter sido uma proposta de Leo Bezerra? Temos que fazer política com ‘pê’ maiúsculo”, criticou ele, acrescentando “Teremos que fazer outra ‘Caravana da Oposição’ para cobrar novamente as ações da prefeitura, porque estamos cobrando e o prefeito não está nos escutando”, disse Marcos Henriques.

O líder da bancada de sustentação política do prefeito Luciano Cartaxo na Casa, vereador Milanez Neto (PTB), rebateu as críticas dos oposicionistas, mesmo reconhecendo que a saúde precisa de

melhoras sempre. “Não tem o porquê de nós calarmos a oposição. Em nenhum momento há uma manobra nesse sentido. Temos o respeito à oposição e à sociedade. Mas a oposição também devia reconhecer e aplaudir outras ações da prefeitura, como o debate mantido aqui acerca dos agentes de saúde. A administração ouviu a voz dos vereadores. Não tem como não aplaudir ações como a UPA de Cruz das Armas, a ação asfáltica em todos os bairros de Joaõ Pessoa…”.

E continuou o vereador Milanez: “Tenho certeza de que os vereadores têm o que reconhecer e aplaudir. Não podemos deixar de reconhecer que há mais de 70% aprovação do governo. No bom debate, sempre trataremos aqui os temas necessários para a cidade. Nunca deixaremos de estar aqui. Na saúde, a regulação não é perfeita. Pode melhorar. Tem exames que são mais rápidos e outros mais demorados. A saúde de João Pessoa já melhorou em várias áreas”.