Veneziano garante que Governo Federal ampliará investimentos em Campina Grande - WSCOM

menu

Política

19/08/2005


Veneziano garante que Governo Federal

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, fez nesta sexta-feira, 19, um balanço positivo da sua viagem a Brasília durante dois dias desta semana, quando manteve várias audiências com ministros e autoridades federais, tendo o acompanhamento de lideranças políticas, a exemplo dos senadores Ney Suassuna e José Maranhão.

Segundo o prefeito, até o final do ano o município deverá receber recursos federais para a execução de obras em áreas como saúde, infra-estrutura e turismo. Em uma das audiências, o coordenador político do Governo Federal, Jackson Wagner, chegou a garantir que se empenhará no sentido de liberar boa parte dos recursos de R$ 12,5 milhões previstos para viabilizar obras de infra-estrutura na cidade, dotando Campina Grande de um novo sistema viário.

Já em audiência no Ministério da Saúde, o prefeito teve a confirmação de que até o final deste ano Campina Grande receberá R$ 800 mil para a execução de várias obras, entre elas a instalação do Laboratório Municipal, compra de equipamentos para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida e melhorias no setor de saúde mental do município.

Ele recebeu, por outro lado, a garantia no Ministério do turismo de que recursos de R$ 3 milhões, por conta de uma emenda ao orçamento federal de autoria do senador Ney Suassuna, serão liberados para a execução de projetos turísticos na cidade.

Junto a secretaria especial de Políticas da Mulher, Nilcéia Freire, Veneziano fez encaminhamento para que sejam viabilizados recursos em favor da ampliação do Projeto Digna, destinado a ações como alfabetização e profissionalização de mulheres carentes do município.

Em contato com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, o prefeito campinense recebeu a confirmação de que serão liberadas verbas para projetos habitacionais. O projeto Nossa Casa vai ser contemplado com R$ 500 mil, enquanto R$ 150 serão destinados ao Projeto Plano Diretor.

Durante a sua viagem, o prefeito relatou às autoridades federais as dificuldades enfrentadas para administrar Campina Grande, lamentando a política de discriminação do atual governo do Estado em relação ao seu governo. “Prova disto, conforme relatamos, é o fato de Campina Grande ser excluída de comissões importantes destinadas a tratar da política estadual da saúde, sendo também penalizadas com este mesmo tipo de procedimento cidades como Patos e Sousa. Devido a questões meramente políticas o governo do Estado não vem dando apoio às demandas da cidade”, criticou.

Diante deste quadro, Veneziano ressaltou não lhe restar outra alternativa, que é buscar o apoio do Governo Federal em favor da execução dos projetos administrativos destinados a melhorar as condições de vida do povo campinense.

Notícias relacionadas