Vendas no comércio caem em fevereiro após nove meses de alta - WSCOM

menu

Economia & Negócios

12/04/2011


Vendas no comércio caem em fevereiro

IBGE

Foto: autor desconhecido.

As vendas no comércio brasileiro caíram em fevereiro, na comparação com janeiro – interrompendo uma sequência de nove altas consecutivas. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Já na comparação com fevereiro de 2010, houve um crescimento de 8,2% – mesma alta registrada nos dois primeiros meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o IBGE, apenas três das dez atividades pesquisadas tiveram desempenho positivo em fevereiro: tecidos, vestuário e calçados (1,4%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,4%); e combustíveis e lubrificantes (0,1%).

Já a maior queda percentual foi a registrada no segmento de livros, jornais, revistas e papelaria (-4,7%); já o de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo teve uma queda menor (-0,3%), mas exerce uma influência maior na composição do indicador.

Na comparação com fevereiro de 2010, todas as atividades cresceram, com destaque para móveis e eletrodomésticos (20,5%) – esse foi o segmento que exerceu a maior influência na formação da taxa do varejo. O crédito fácil, o crescimento do emprego e da renda e a estabilidade de preços – principalmente dos eletrodomésticos – favoreceram esse resultado.

O segmento de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo exerceu a segunda maior contribuição, na comparação anual – pelo segundo mês consecutivo, o setor não proporcionou a principal contribuição à taxa global, refletindo uma retração de demanda provocada pelo aumento dos preços dos alimentos nos últimos 12 meses.

Notícias relacionadas