Velloso e Paulo Bernardo do Planejamento vão discutir crédito suplementar para r - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

07/08/2005


Velloso e Paulo Bernardo do

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Velloso, e o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, reúnem-se quarta-feira (10) para acertar a liberação de crédito suplementar, no valor de R$ 72 milhões, para realização do referendo sobre a comercialização de armas de fogo no país. O encontro está previsto para as 19 horas, no gabinete do ministro do Planejamento.

O referendo está orçado em R$ 274 milhões. A Justiça Eleitoral já dispõe de R$ 202 milhões que foram liberados no início do ano pela Secretaria de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento. O assunto vem sendo tratado tecnicamente desde a publicação do decreto legislativo que regulamentou a realização da consulta popular prevista no Estatuto do Desarmamento.

No encontro, os ministros Carlos Velloso e Paulo Bernardo também tratarão da liberação dos recursos necessários para realização da primeira etapa do processo de atualização do cadastro eleitoral e implantação do novo modelo de título de eleitor, que abrangerá 22 milhões de eleitores do Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Tocantins e Distrito Federal. A Justiça Eleitoral está solicitando R$ 126,7 milhões para a compra de equipamentos, estações de identificação, papel especial de segurança e gastos com logística.

O novo titulo será confeccionado em papel de segurança e conterá nome, endereço, números do CPF e do RG, impressão digital, assinatura e fotografia digital do eleitor.

Notícias relacionadas