VASCO: 'Traidor', 'mentiroso', 'fanfarrão'... Campello e Brant discutem ao vivo - WSCOM

menu

Futebol

20/11/2018


VASCO: ‘Traidor’, ‘mentiroso’, ‘fanfarrão’… Campello e Brant discutem ao vivo

Presidente do Vasco bate boca com ex-aliado político durante programa da 'Fox Sports'

Foto: autor desconhecido.

Enquanto o Vasco briga para escapar do rebaixamento faltando três rodadas para o fim do Brasileirão, o caos político no clube só aumenta. Na noite desta segunda-feira, durante o programa ‘Jogo Sagrado’ da ‘Fox Sports’, o presidente Alexandre Campello criticou o ex-aliado Julio Brant, chegando a chamá-lo de ‘otário’ durante a conversa citando o caso da negociação em janeiro com o camaronês Samuel Eto’o. Brant então ligou para produção e pediu para entrar ao vivo para responder. A discussão durou cerca de dez minutos, com ofensas e denúncias de ambos os lados. Confira na íntegra:

Julio Brant
– Me preocupa muito ver um presidente de um clube à beira de uma situação crítica estar preocupado com política e não com futebol. Além de presidente, acumula a Vice-Presidência de Futebol mas só fala de política, se omite a falar de futebol e sempre foge para o lado político que, inclusive, ele é o maior responsável pelo caos que o Vasco vive. Sempre coloca a culpa em outra pessoa, no Julio, no Conselho, na Oposição, no adversário, no juiz… Parece que o clube é o Barcelona, o Manchester City, uma maravilha. Ele disse que eu descumpri acordos, mas provo que foi ele. Quem traiu foi ele, não precisa voltar mais nisso, é até feio. Já passei esse assunto pra trás. É tão vergonhoso para história do Vasco que precisamos andar pra frente. O clube precisa respirar novos ares e batalhamos por isso a campanha inteira (ambos eram aliados antes das eleições em dezembro). Não para ter Eurico manipulando e sendo o chefe como está sendo

Alexandre Campello
– Por que ele não espera a eleição de 2020? A eleição já acabou. Eu não tenho mais interesse nisso, apenas em gerir o clube. Ele está o tempo todo postando no Twitter, provocando, vê se eu faço isso? Agora mesmo colocou que terá que torcer pelos adversários. Isso não é política? Tinha que torcer pelo Vasco, mas torce contra. É fato que ele foi para Europa discutir vinda de Eto’o sabendo que eu era vice-presidente de futebol e eu não participei de absolutamente nada. Ele diz que eu me omito, pelo contrário, eu boto a cara dou satisfação para jogador. Estou sempre na frente assumindo tudo, na vitória e na derrota. isso é reconhecido pelos atletas, pelos jogadores. Estão super satisfeitos com a atuação. Não transfiro a culpa dos resultados para ninguém, assumo tudo. O fato é que ele está sempre do contra. O Vasco foi mal, tem uma postagem. O Vasco vai bem, tem um comentário. Ele não exerce a função dele dentro do Conselho Deliberativo, onde devia trabalhar pelo Vasco. Não ficar fazendo política no Twitter. Por mim, esquecia de política e deixava para 2020. Mas não isso que a gente vê do eterno candidato Julio Brant

Julio Brant
– Fomos a Paris conversar com Eto’o e o Campello sabia disso. Fomos conversar com uma empresa de material esportivo que daria suporte. Mas quero saber, por que que o Campello era a favor do acordo do HD e depois passou a ser contra? Nós estávamos juntos na ação que você participou no escritório do Castro Neves e depois passou a ser contra…

Alexandre Campello
– Nunca fui em reunião de Castro Neves. Não sou contra apurar o HD, já disse isso. Já foi periciado. Sou contra usar isso para anular a eleição que nós vencemos. Quer anular por uma fraude de quem perdeu, insatisfação política. É o garoto que perdeu o brinquedinho e volta pra casa chorando. Nós ganhamos do Eurico, montamos chapa e eu ganhei dele. Agora quer anular a primeira eleição. Ele é um mentiroso!

Julio Brant
– Vou pegar o vídeo do escritório e mostrar para vocês, onde teve a reunião para fazer o acordo do HD. Falei pessoalmente sobre o Eto’o. O problema do Campello é o seguinte, o diretor de futebol seria o Felipe, que é obviamente muito maior que qualquer um de nós. Isso ofuscava o Campello e invetou a versão que seria a ‘Rainha da Inglaterra’ no Vasco.

Alexandre Campello
– Durante a campanha acordamos que seria um comitê gestor com Edmundo, Felipe… E que o Felipe seria coordenador técnico. Depois da eleição você disse que ele seria diretor e eu disse que não era isso que combinamos. Deixa de ser mentiroso, está muito velho para isso. Fanfarrão!


Por Lancenet