Valério diz considerar Dirceu seu 'inimigo' - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

09/08/2005


Valério diz considerar Dirceu seu

O publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza afirmou hoje, em depoimento à CPI do “Mensalão”, que se considera “inimigo” do ex-ministro da Casa Civil, deputado José Dirceu (PT-SP). “No passado ele era um conhecido. Hoje um inimigo. Eu não morro de amores por José Dirceu.”

Valério ainda classificou o deputado petista como “arrogante”. “Arrogante em gênero, grau e número.”

Apesar de dizer que Dirceu era apenas um conhecido, Marcos Valério confirmou que levou até o ex-ministro o representante do BES (Banco do Espírito Santo), de Portugal, Ricardo Espírito Santo. “Ele é um amigo. O contato com Dirceu foi feito por meio do Delúbio [Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT].”

Mesmo tendo atendido ao pedido da direção do banco português, para intermediar o encontro com o chefe da Casa Civil, Marcos Valério informa que depois também perdeu a conta publicitária do BES.

O publicitário voltou a negar que tenha se apresentado à direção da Portugal Telecom como representante do governo brasileiro, apesar de todo o seu trânsito dentro do Palácio do Planalto. “Seria um conto da carochinha que a direção da Portugal Telecom não acreditaria.”

Sobre os depósitos feitos na conta da empresa Guaranhuns, Marcos Valério explicou que os recursos foram repassados à empresa a pedido do ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas, por determinação do presidente nacional do PL, ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP). “O dinheiro era para acertar os pagamentos do PL. O Delúbio me passou o contato do Jacinto Lamas.”

Notícias relacionadas