UPES diz que movimento de estudantes que obstruíram ruas da Capital é extremista - WSCOM

menu

Paraíba

13/10/2005


UPES diz que movimento de

A União Pessoense dos Estudantes Secundaristas (UPES) informou ao Portal WSCOM Online, que os estudantes que obstruíram as ruas do centro queimando pneus e quebraram a porta da STTrans, foram extremistas. “Vamos entrar com uma ação contra o CEL, na Curadoria do Patrimônio Público”, informa Jair Soares, da assessoria de comunicação da UPES.

O Comitê Estudantil de Luta (CEL), reuniu estudantes secundaristas e universitários de João Pessoa para promover protesto contra o aumento das passagens de ônibus. Após o fim da reunião do conselho da STTrans, o saldo registrado foi uma porta de vidro estilhaçada e muita sujeira nos corredores. “Existiam outras entidades que não compõem o CEL lá no prédio da STTrans”, disse Egnaldo Júnior, um dos representantes do comitê. “O nosso movimento é pacífico, não queríamos depedrar o patrimônio público”, completa.

Soares rebate e diz que o intuito do movimento é político. “Os estudantes estão sendo usados como massa de manobra. Eles não tem uma proposta para ser apresentada. Nós (da UPES) vamos apresentar próxima terça, 18, uma proposta para que o prefeito mantenha os preços das passagens através de subsídios”, esclarece.

“O que acontece é que a UPES tem gente da juventude do PC do B, partido que também está inserido do governo de Ricardo, e eles não vão se confrontar com o governo municipal”, defende-se Egnaldo Júnior.