Unifacisa supera Cerrado Basquete e encerra passagem pelo DF com duas vitórias - WSCOM

menu

Futebol

10/03/2018


Unifacisa supera Cerrado Basquete e encerra passagem pelo DF com duas vitórias

Foto: autor desconhecido.

A Unifacisa saiu da capital federal de cabeça erguida. Depois de conquistar sua primeira vitória na Liga Ouro 2018, diante do Brasília Búfalos, o time paraibano voltou a conquistar um resultado positivo, nesta sexta-feira (09/03), diante do Cerrado Basquete. Em um jogo bem equilibrado, a equipe nordestina foi superior nos minutos finais e bateu o time da casa, por 72 a 67.

Põe na conta: Com a vitória, a Unifacisa subiu para quarta posição, agora com dois resultados positivos e outros dois negativos. Já o Cerrado Basquete permanece na lanterna, com quatro derrotas em quatro jogos.

Histórico: Em uma noite inesquecível, Rodrigo Piru dominou o garrafão da equipe candanga e fez história. Ao todo, foram 12 pontos e incríveis 21 rebotes para o pivô (14 defensivos e sete ofensivos), estabelecendo o novo recorde da Liga Ouro no quesito. O dono da marca até hoje, era Michel, que na edição de 2016, quando atuava pelo Sport, alcançou 20 rebotes em um duelo contra o Vasco da Gama.

Deixa com ele: Jogador com cinco temporadas do NBB CAIXA no currículo, o experiente Paulo Nery mostrou que ainda tem muita bola para gastar. Nesta noite, o ala da equipe paraibana foi o grande cestinha da partida, com 20 pontos anotados, além de seis rebotes obtidos.

Conjunto forte: Não foram só os dois que contribuíram significativamente para Unifacisa. O norte-americano Farad Cobb, cestinha da equipe no último jogo, mais uma vez foi muito bem, com 12 pontos anotados, cinco rebotes alcançados e cinco assistências distribuídas. Além dele, Rafael Stábile, com nove tentos, e Marciel Pajé, com cinco pontos e 11 rebotes, também se destacaram.

Domínio absoluto: A grande chave para vitória da Unifacisa passou pelos rebotes. Se no aproveitamento a equipe paraibana ficou abaixo (40,4% contra 35,3%), na tábua o domínio foi absoluto. Foram 22 ofensivos, 38 negativos, totalizando a incrível marca de 60 rebotes na partida. Enquanto isso, o time candango teve apenas 38 sobras.

Bem que tentaram: Apesar da derrota, o Cerrado Basquete lutou até o último momento e ficou bem próximo de um resultado melhor. Destaque para os alas Paulo, ex-Brasília, cestinha do time com 12 pontos e dono de quatro assistências, e Breno, também ex-Brasília, que veio do banco de reservas e somou 10 pontos, todos no último quarto, e sete rebotes.

E agora: As duas equipes terão como próximo adversário o Macaé Basquete. Enquanto a Unifacisa recebe o time fluminense na terça-feira (13), às 19h15 (de Brasília), o Cerrado Basquete receberá os macaenses no sábado (17), às 17h30 (de Brasília).

Notícias relacionadas