Um homem é assassinado com 6 tiros e outro com 15 facadas em JP; polícia acredit - WSCOM

menu

Policial

21/08/2005


Um homem é assassinado com

Dois crimes de homicídios de autorias desconhecidas, um praticado com seis tiros de pistola, realizado por dois motoqueiros, e outro com 15 golpes de faca-peixeira, foram registrados pelas Polícias Civil e Militar na noite de ontem e madrugada de hoje. A polícia acredita que os dois crimes tenham sido ajustes de contas, sendo que primeiro, segundo o delegado Ariosvaldo de Araújo Macena, de plantão na Central de Polícia, tem as características de crime passional.

Por volta das 21h30 do sábado, o vigilante da construtora LCR, ligou para o Centro Integrado Operações Policiais – Ciop, avisando que na BR-230, em frente à garagem da empresa de ônibus São Geraldo, que ocorreu um crime de homicídio praticado por dois homens que estavam em uma moto Honda, de cor vermelha e fugiram logo depois de te disparado seis tiros em um rapaz que pela aparência morreu no local, identificado posteriormente como sendo Lenilton Pires da Silva, 29 anos, que residia no Conjunto Mangabeira e estava na moto Honda NX- cor vermelha de placa MMQ-0213-PB..

O capitão-PM Edilson de Carvalho Galvão, oficial coordenador do Ciop enviou ao local do crime as viaturas 0636 e 0733, do 5º BPM, apara averiguar a informação. Quando os policiais militares chegaram o local do crime, encontraram policiais rodoviários controlando o trânsito, já que, motoristas curiosos tentavam parar no meio da pista para olhar o cadáver. O delegado Lean Matheus, da 4ª Delegacia Distrital, foi acionado e acompanhado pelo perito Cristiano Domingues, do Departamento de Criminalística, compareceu ao local para proceder ao levantamento pericial.

Ao proceder o levantamento pericial, Cristiano Domingues, verificou que a vítima portava um revólver Taurus, calibre 38, seis tiros, número 01333984, mas não chegou a utilizar a arma. No levantamento feito pelo delegado Lean Matheus, a vítima trabalhava como segurança de eventos e prestava serviço em um bar na Praia da Penha. A moto NX foi apreendida e levada para a Companhia de Polícia de Trânsito.

Já por volta das 4h50 desta madrugada, na rua Elias Cavalcante de Albuquerque, próximo a Departamento de Medicina Legal, ocorreu o segundo crime e teve como vítima Gilvan de Melo, 20 anos, desempregado, que residia no bairro do Cristo Redentor. Gilvan foi morto por 15 golpes de faca-peixeira que atingiram 9 nas costas e seis no tórax, sendo que a lamina ficou cravada no tórax, lado esquerdo, altura do coração. Como no primeiro crime a autoria é desconhecida. Delegado Lean Matheus e perito criminal Cristiano Domingues estiveram no local.

Notícias relacionadas