TV Câmara resgata memória da imprensa paraibana; estreia é com Walter Santos - WSCOM

menu

Paraíba

26/05/2018


TV Câmara resgata memória da imprensa paraibana; estreia é com Walter Santos

TV Câmara inicia neste domingo, às 20h, Série sobre História da Imprensa

Foto: autor desconhecido.

Confirmado: na noite deste domingo (27), a partir das 20h, os telespectadores da TV Câmara de João Pessoa (canal aberto 39.1 e Net 23) vão assistir ao primeiro episódio do programa ‘Cobra Criada – Memória da Imprensa Paraibana’. O primeiro programa trará entrevista com o multimidia Walter Santos, do WSCOM e Revista NORDESTE, ex-presidente da Associação Paraibana de Imprensa.

Comandada pelo jornalista Rubens Nóbrega, a atração pretende resgatar a história do jornalismo paraibano através de entrevistas com os profissionais da área que estiveram à frente, nos últimos anos, dos principais eventos históricos desse segmento profissional na Paraíba.

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Vinícius (PSDB), tem mostrado disposição em criar um banco de entrevistas e documentários, no qual a população possa acessar a memória e a história da cidade de João Pessoa. Com o jornalismo local, não é diferente.

“A Paraíba tem uma rica história relacionada à Comunicação, seja na televisão, rádio, jornalismo impresso e, atualmente, na Internet. Vamos resgatar essa história através de conversas com os principais expoentes da nossa imprensa, intermediadas por um dos mais experientes jornalistas da nossa cidade, que é Rubens Nóbrega”, disse.

Já a diretora de jornalismo da TV Câmara JP, Mafalda Moura, destaca que as entrevistas vão fazer um resgate histórico através da trajetória profissional e pessoal dos jornalistas paraibanos, além de apresentar essas figuras para as novas gerações.

De acordo com o jornalista Rubens Nóbrega, apresentador e idealizador do ‘Cobra Criada’, o projeto originou-se na Associação Paraibana de Imprensa (API), durante a gestão do jornalista Agnaldo Almeida, quando surgiu a ideia de fazer uma série de entrevistas com jornalistas exponenciais, experientes nos vários segmentos da comunicação: radiofonia, jornalismo impresso, telejornalismo.

“Começamos a fazer as entrevistas, colhemos os depoimentos, entre outros, de Ivan Bezerra e Benedito Maia, que era um misto de publicitário e jornalista, na época. Tudo feito com gravador, em fita K7. Depois, transcrevi o material e com ele formamos um acervo”, falou Rubens, lamentando que todo o material tenha se perdido devido a problemas nas instalações da API.

“Não houve como recuperar esse acervo, inclusive porque alguns dos entrevistados já não estão mais entre nós. Então recebi convite da TV Câmara, feito prelo colega Janildo Silva e pelo presidente da Casa, Marcos Vinícius, para fazer algo semelhante. Propus que retomássemos o projeto da API, eles aceitaram, está aí o Cobra Criada”, disse.

Em entrevista ao Jornal da Câmara, Rubens Nóbrega revelou que o entrevistado do episódio de estreia será o jornalista e empresário Walter Santos. “Ele é exemplarmente ilustrativo do que é um jornalista multitalentoso e multifacetado. Além de jornalista, é empresário da comunicação e foi o pioneiro no jornalismo da Internet na Paraíba. Ainda militou no movimento estudantil, no movimento sindical e foi presidente da API. Então Walter é, digamos assim, um resumo de tudo que nós somos”, argumentou.

Rubens ainda revelou que diversas personalidades do jornalismo paraibano já estão confirmados para os próximos programas: Gonzaga Rodrigues, Teócrito Leal, Marcela Sintônio, Ruth Avelino, os Lucena (Sebastião Lucena, Edmílson Lucena e Miguel Lucena), Joana Belarmino, Sílvio Osias e Gisa Veiga.

Já foram convidados Agnaldo Almeida, João Manoel de Carvalho, Edilane Araújo, Chico Pinto, Biu Ramos, os Guedes (Linaldo, Nonato e Lenílson) e Ramalho Leite. “A lista vai muito além desses nomes e é bastante diversificada, pois temos muitos expoentes da história contemporânea da imprensa da Paraíba ainda em atividade e precisamos ouvir o relato deles sobre o que passaram e fizeram nessa profissão”, adiantou Rubens.

O apresentador

Com 45 anos atuando no jornalismo paraibano, Rubens Nóbrega é natural de João Pessoa, onde nasceu em 26 de abril de 1957, mas passou a maior parte de sua infância e adolescência em Bananeiras.

“Desde criança pequena lá em Bananeiras, que é minha pátria afetiva, eu já participava de concursos literários. Depois que voltamos para João Pessoa, continuei nessa trilha. Meu pai acabou sendo colega de turma da Faculdade de Direito de Marcone Góis, que comandava os Diários Associados na Paraíba, na época, para quem falou: ‘Tenho um menino que escreve direitinho’. Marcone disse ‘Mande ele lá!’.

“Isso foi entre abril e maio de 1974”, confidenciou o jornalista, sobre seu começo de carreira, cujo marco inicial ele próprio remete a 1973, ano em que foi revisor do então semanário O Momento, de Jório Machado, como empregado da gráfica Iterplan, do saudoso jornalista, empresário e político.

Rubens lançou em 2013, quando completou 40 anos de jornalismo, o livro ‘Histórias da Gente’. Foi presidente da Associação Paraibana de Imprensa (API) entre 1987 e 1989. Já foi redator, repórter, colunista, secretário de redação e editor dos principais jornais da Paraíba. Atualmente, mantém um blogue e é comentarista da rádio CBN João Pessoa.

  • Com informações e texto de Damião Rodrigues, da Secretaria de Comunicação da CMJP

Notícias relacionadas