TSE prepara campanha para evitar abstenções nas urnas em outubro - WSCOM

menu

Política

04/08/2018


TSE prepara campanha para evitar abstenções nas urnas em outubro

Foto: autor desconhecido.

Preocupado com a projeção de altos índices de abstenção nas urnas em outubro, o TSE fará campanha convocando os eleitores a votar. O tema não está entre os que a lei obriga o tribunal a divulgar e será a primeira vez que receberá atenção. As eleições suplementares em 2018 acenderam o alerta. No 2.º turno para a escolha do governador do Tocantins, em junho, 51% votaram em branco, anularam ou nem sequer compareceram. As peças serão baseadas em frase do presidente da Corte, Luiz Fux: “Se você não escolher, alguém escolherá por você”.

Reta final. As peças de rádio, TV e internet estão em fase de aprovação. Devem ir ao ar até meados de agosto, quando termina o mandato de Fux.

Lembrete. O tribunal conversa com o Google para a empresa incluir no seu aplicativo de assistente virtual o serviço de lembrete da data da votação, do local, e dos documentos necessários.

Pensa em mim. A abstenção também é preocupação de partidos do centro. A ausência favorece candidaturas dos extremos, que têm maior facilidade em convocar a militância. O PRB, por exemplo, estuda lançar nas redes sociais a campanha “Eu vou votar”.

Ciúmes. Chamou a atenção de tucanos os adjetivos usados por Geraldo Alckmin para defender Laurence Casagrande, ex-diretor da Dersa que está preso. Ele não usou palavras como “honestidade”, “homem sério” e “injustiça” nem para defender colegas tucanos.

SINAIS PARTICULARES. Geraldo Alckmin, candidato do PSDB ao Planalto; por Kleber Sales.

Jogada? Emedebistas desconfiam que a senadora Marta Suplicy vai declarar voto no presidenciável Ciro Gomes (PDT) agora que deixou o MDB. A pista está na sua carta de despedida que defende um projeto de desenvolvimento nacional. Procurada, não respondeu.

Desarmando… A ministra Grace Mendonça, da AGU, encaminhou ao Supremo manifestação favorável às delações premiadas de presos preventivamente. A ONG Anjos da Liberdade ingressou com ação contra.

…a bomba. A ministra sustenta que qualquer mudança nessa regra torna inválidas provas de processos em curso.

Com que roupa... O presidente do TST, João Batista Brito Pereira, baixou portaria com regras de vestimenta para frequentar a Corte. Está vedado trajar calças colantes, minissaias, transparências e decotes, calças jeans rasgadas, shorts, bermudas, sandálias rasteirinhas…

LEIA MAIS: Presidente do TST proíbe transparências e decotes no tribunal

…eu vou? As novas regras surpreenderam servidores e até mesmo ministros. O ato define que só terá acesso ao Tribunal quem se apresentar com “decoro e asseio”. Vale para funcionários, advogados e demais visitantes. O TST justifica que não havia a regra.

CLICK. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), prestigiou a convenção do PSD no Ceará ontem. Durante o evento, circulou com adesivo no qual se lia “Lula livre”.

Senador Eunício Oliveira. Foto: Equipe senador Eunício Oliveira

Pacote pronto. A CNA e as entidades que representam os produtores rurais reuniram as propostas do setor até 2030. O documento será entregue aos presidenciáveis dia 29, em Brasília. Temas como política agrícola e competitividade estarão no documento.

Telefone vermelho. O ministro Raul Jungmann acertou que fará a cada 15 dias teleconferência com a ministra da Segurança argentina, Patrícia Bullrich. Os dois países firmaram acordo de combate ao narcotráfico na fronteira.

PRONTO, FALEI!

Vereador Eduardo Suplicy (PT). Foto: MONICA ZARATTINI/Estadão

“O fato de (Marta Suplicy) ter votado pelo impeachment da Dilma e a favor da reforma trabalhista causou reação na base que ela tinha em São Paulo”,  DO VEREADOR DE SÃO PAULO (PT), EDUARDO SUPLICY, sobre a saída da senadora do MDB e a decisão de não concorrer à eleição.

Estadão