TSE antecipa registro de chapas para as eleições deste ano - WSCOM

menu

Política

03/08/2018


TSE antecipa registro de chapas para as eleições deste ano

Foto: autor desconhecido.

Contrariando a previsão de grande parte dos partidos políticos, que tinha como prazo o dia 15 próximo, o Tribunal Superior Eleitoral determinou que a escolha dos candidatos, vices incluídos, e a decisão sobre alianças, devem ser oficializadas pelas agremiações até a próxima segunda-feira.

A lei eleitoral estabelece que as chapas completas devem ser referendadas no período das convenções, de 20 de julho a 5 de agosto, com o nome do candidato e do vice publicados em até 24 horas depois do prazo, ou seja, em seis de agosto.

A nova determinação do TSE é observada com atenção pelas coordenações das principais campanhas, que até o momento não definiram os nomes que ocuparão o posto de vice nas suas chapas. Jair Bolsonaro, do PSL, e Ciro Gomes, do PDT, foram oficializados como candidatos de suas respectivas siglas, mas têm dificuldades de encontrar nomes para as vices. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, foi enfático: “Sabemos que o prazo para a indicação do vice é de 24 horas depois da reunião e da redação da ata, que serão no dia 5 de agosto. Logo, temos até o dia seis para escolher”.

Lupi informou que os aliados do pré-candidato Ciro Gomes promoverão um encontro no domingo para bater o martelo em torno do companheiro de chapa do postulante, que não esconde seu aborrecimento por ter perdido o apoio do PT, que, numa manobra articulada de Curitiba pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, optou por compor-se preferencialmente com o PSB. A principal preocupação quanto a registro está concentrada, mesmo, no PT, já que a direção do partido insiste em oficializar o ex-presidente Lula da Silva como candidato ao Planalto na convenção de amanhã, mas não indicaria um vice para o petista. No sábado, além do PT, o PSDB de Geraldo Alckmin e a Rede, de Marina Silva, também chancelam seus candidatos.