Trompetista Ayrton Benck e pianista José Henrique Martins se apresentam nesta q - WSCOM

menu

Entretenimento

02/08/2005


Trompetista Ayrton Benck e pianista

Os músicos Ayrton Benck (Brasiliense) e José Henrique Martins (paranaense) fazem nesta quarta-feira, 03, às 21h, no Cine Bangüê do Espaço Cultural José Lins do Rego, um Recital de Trompete e Piano. O recital faz parte da programação do projeto Quintas Musicais da Orqüestra Sinfônica da Paraíba e que foi antecipado excepcionalmente está semana. No programa composições de Jean Françaix, Wolfgang Amadeus Mozart e Michael Nyman. A Entrada é franqueada ao público.

O programa do Recital será aberto com a música de Jean Françaix, “Sonatine”, com os movimentos: I – Prélude, II – Sarabande, e III – Gigue; de W. A. Mozart, a “Sonata KV 293b”, trans.F. Varasdy, com os movimentos: I – Allegro e II – Rondeau. Após o Intervalo, será executada de Michael Nyman, “Flugelhorn and Piano” e de Paul Hindemith “Sonata para Trompete e Piano”, com os movimentos: I- Mit Kraft , II – MaBig Bewegt, Lebhaft e III – Trauermusik. SehrLangsam, Chorale: Alle Menschen Müssen, Sterben. Sehr Ruhig.

Ayrton Benck é natural de Brasília-DF. É Doutor em Trompete pela UFBA. Faz parte da primeira geração de músicos brasilienses a se destacar no cenário nacional. Iniciou seus estudos de trompete na Escola de Música de Brasília em 1982. Em 1987, obteve o 1º lugar no concurso para a série “Concertos Para A Juventude”, promovido pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Ex-Integrante da Fundação da Orquestra Sinfônica de Brasília, Banda Sinfônica de Brasília, Orquestra Filarmônica Norte-Nordeste. É trompetista do Quinteto Brassil, da Orquestra Sinfônica da Paraíba e professor de trompete do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba.

Tem participado ativamente como solista, camerista e docente em eventos musicais por todo o Brasil, e em cidades como Belém, Curitiba, Fortaleza, Londrina, Brasília, Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. No exterior, excursionou para a Inglaterra e EUA, sendo artista convidado para participar em Master-Classes e recitais no Jordan Hall do New England Conservatory – Boston, Mannes School of Music e Manhatan School of Music de Nova York. Realizou gravações pelas emissoras de rádio WGBH-Boston e BBC-Londres e, como camerista, possui dois cds gravados pelo selo inglês Nimbus. Para o biênio 2005 e 2006, prepara-se para gravar seu 1º CD solo, “Sonare Brasil” onde interpretará sonatas brasileiras para trompete e piano.

O paranaense José Henrique Martins graduou-se em piano na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Com bolsa de estudos concedida pela CAPES realizou seu Mestrado em Música na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Para a realização de seu curso de Doutorado em Música na Universidade de Boston (EUA) recebeu bolsa de estudos do CNPq. Seus trabalhos de pesquisa concentram-se na área da música erudita brasileira, especialmente no compositor Camargo Guarnieri.

Em 1986 foi o vencedor do II Concurso Nacional de Piano do Conservatório Pernambucano de Música, em Recife, e neste mesmo ano foi aprovado em concurso público para o cargo de professor de piano do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba, onde leciona nos cursos de graduação e pós-graduação. Desde 1983 vem desenvolvendo intensa atividade em recitais solo e de música de câmara, tendo se apresentado no Brasil, Estados Unidos e Portugal.

Em 1987 atuou como pianista convidado na VII Bienal de Música Brasileira Contemporânea (sala Cecília Meireles – Rio de Janeiro), interpretando obras de José Alberto Kaplan e Edmundo Villani-Cortes. Em 2002, ao lado da soprano Elke Riedel, representou o Brasil no III Festival de Arte e Criatividade realizada na Ilha da Madeira (Portugal), apresentando recitais dedicados às canções eruditas brasileiras. Em dezembro de 2004, ao lado do violoncelista Felipe Avellar de Aquino (UFPB) e do violinista Guillaume Tardiff (Universidade de Alberta – Canadá) apresentou recital na Escola de Música de Brasília e no Palácio do Itamaraty sob os auspícios da Embaixada do Canadá em Brasília.

Notícias relacionadas