Trigo aumenta, mas elevação do preço do pão é facultativo; aferição de balanças - WSCOM

menu

Economia & Negócios

29/06/2006


Trigo aumenta, mas elevação do

O presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria, Romoaldo Farias de Araújo, disse ao WSCOM Online que o aumento nivelado do pão está descartado no Estado. Há cerca de 15 dias, a saca de trigo advinda da Argentina aumentou de R$ 57 para R$ 65.

“É uma decisão pessoal, a partir de análise de custos feita pelo proprietário, podendo majorar desde que perceba essa necessidade quando feita a soma dos custos”, enfatiza, dizendo que não existe previsão de aumento e principalmente de forma nivelada.

A saca da farinha de trigo foi elevada em torno de 12%, devendo acarretar em aumento do preço do pão nos próximos dias, diz o presidente do sindicato, contudo, salienta que os percentuais devem ser diferentes de uma panificadora para outra.

“Não é possível dizer que todos os donos de padarias repassarão esse percentual para o produto”, assegura.

Atualmente, o quilo do pão custa entre R$ 3,80 e mais de R$ 5, de acordo com também com a localização da panificadora.

Resolução do Inmetro que garantirá peso do pão sai em dias, diz Procon JP;

O coordenador geral do Procon de João Pessoa, Sandro Targino, está programando fiscalização para aferir balanças utilizadas em panificadoras da Capital. Uma portaria do Instituto de Metrologia e Qualidade (Inmetro) a ser publicada nos próximos dias regulamentará o peso do pão, de acordo com ele.

“Estamos dependendo da publicação dessa portaria para darmos início à fiscalização do peso do produto”, explica.

Segundo ele, uma forma de garantir que o consumidor que hoje compra o pão à unidade leve realmente o que está pagando.

“Hoje, quem compra um pão de 50g não garante que está levando esse peso”, assinala, completando: os próprios donos de panificadoras alegam que é complicado fazer o pãozinho com o peso exato, sendo, portanto, bom para ele e o consumidor.