Treze e Campinense seguem tradição e escondem jogo - WSCOM

menu

Futebol

09/04/2011


Galo e Raposa escondem o jogo

"Maiorais"

Foto: autor desconhecido.

 O clima de mistério já faz parte da tradição dos grandes clássicos, mas dessa vez, Treze e Campinense decidiram montar um esquema tático especial para despistar os olheiros e ‘esconder o jogo’ para a partida de amanhã, válida pela 14ª rodada do Campeonato Paraibano.

O primeiro do Galo aconteceu fora de campo. A comissão técnica modificou a programação de última hora e antecipou o último coletivo apronto, realizado com total privacidade na manhã de ontem no presidente Vargas, diante das arquibancadas vazias e longe da imprensa.

Geralmente, cerca de 600 torcedores costumam assistir aos treinos às vésperas de jogos decisivos. O técnico Marcelo Vilar explicou à torcida alvinegra que o objetivo era não deixar vazar informações importantes para o adversário.

“Se eu pudesse falar só pra torcida do Treze qual é a escalação do time que vai começar, eu falava, mas peço desculpas ao nosso torcedor porque não posso adiantar a escalação”, comentou.

Mesmo assim, a base do time deve ser mantida. A única dúvida do Galo é na cabeça de área, onde Nata e Weverson disputam uma vaga ao lado de Fábio Oliveira.

Já o Campinense optou por se distanciar de Campina Grande para se isolar da pressão e trabalhar com mais tranquilidade. O último coletivo apronto para o jogo de amanhã foi realizado na tarde de ontem, na cidade de Massaranduba, a 15 km de Campina Grande, cidade sede do clube.

“Todo mundo quer jogar um clássico. A gente sabe que uma vitória nesse jogo muda tudo pra gente”, afirma o lateral Iran. A formação da zaga e do meio-campo da Raposa ainda é mantido em sigilo por Simões, que poderá contar com Samir, Elvis, André e Jonatas para as duas vagas no setor de criação.

Notícias relacionadas