Travesti é assassinado a facadas no meio da rua em Campina Grande - WSCOM

menu

Policial

18/04/2011


Travesti é assassinado cruelmente em CG

CRUELDADE

Foto: autor desconhecido.

{arquivo}Um crime bárbaro e covarde, gravado pelas câmeras de trânsito de Campina Grande, no interior da Paraíba. A vítima foi um travesti de 24 anos, assassinado no meio da rua a facadas por um grupo de jovens. A suspeita inicial era de crime homofóbico, no entanto, as investigações da Polícia Civil indicam que a execução foi motivada por vingança.

As imagens são da madrugada de sexta-feira (15). Um grupo de pessoas conversa na calçada. Um carro escuro se aproxima e para. Três homens descem e começa a perseguição ao travesti. As imagens de outra câmera mostram o momento em que Daniel de Oliveira é derrubado. No chão, Daniel é agredido pelos três homens. Ele leva chutes e socos.

Um deles começa a esfaquear Daniel, num golpe seguido de outro e de outro. Daniel já está morto, mas as facadas continuam. São mais de 30. É possível ver o rastro de sangue na calçada.

Na hora do crime, algumas pessoas passam pela rua em carros e motos. Um quarto homem dá ré no carro, e os três rapazes entram no veículo e fogem. A Polícia Civil disse que já identificou os assassinos. Um deles já foi preso e um menor, apreendido.{arquivo}

Motivos

Segundo informações concedidas pela delegada Cassandra Duarte a TV Cabo Branco, a execução foi planejada cinco dias antes por um adolescente de 17 anos, que foi apreendido. Ele teria se vingado de Daniel pelo roubo de R$ 800 durante o agenciamento de um programa.

O carro dos acusados, duas facas supostamente utilizadas no assassinato e uma espingarda calibre 12, foram apreendidos no Bairro das Cidades. A Polícia Civil também prendeu um parente de Daniel, Antônio Pereira da Silva, conhecido como Naldo. Ele é proprietário da lanchonete “Lindo Olhar”, situada no Açude Novo.

Daniel de Oliveira trabalhava fazendo programas no Centro de Campina Grande. No dia do crime, a família já havia adiantado que Daniel tinha o hábito de consumir drogas e praticar furtos, um dos motivos da morte.
 

Notícias relacionadas