Blog WS: João e Luciano resolvem segurar secretários envolvidos em denúncias; prevalece presunção de inocência - WSCOM

menu

Política

14/02/2019


Blog WS: João e Luciano resolvem segurar secretários envolvidos em denúncias; prevalece presunção de inocência

WS analisa riscos que Azevêdo e Cartaxo assumem ao manter auxiliares envolvidos em denúncias; confira

Foto: autor desconhecido.

O jornalista e blogueiro Walter Santos analisa, em nova postagem em seu blog, os riscos que o governador João Azevêdo (PSB) e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) correm, ao manter auxiliares envolvidos, respectivamente, em denúncias relativas à “Operação Calvário” e em suposta negociação para captação de recursos de campanha. 

Segundo ele, prevaleceu o entendimento de presunção de inocência.

 

Confira o artigo na íntegra:

Azevêdo e Luciano se mantêm com equipe de secretários expostos; valeu a presunção de inocência

 

Vamos combinar: a sociedade é cruel ao tratar problemas éticos; sempre exigindo degolada, mas o governador João Azevedo e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, ambos mantendo os secretários Waldson Souza, Livânia Várias (Estado), Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares (Capital) nos cargos agiram de outra forma. Agiram com precaução.

A verdade dos fatos é de que os dois líderes resolveram bancar seus assessores crendo na escolha da fé em detrimento das acusações sabendo que o saldo de tudo está posto no futuro do que vier a se efetivar. Prevaleceu a tese da presunçâo da inocência.

PAPÉIS DIFERENTES

João Azevedo não é Ricardo Coutinho, mas é governante atento e disposto até a correr riscos, mas nem de longe tem medo de enfrentar desafios.

Ele recebeu carta de demissão de Waldson de Souza, por exemplo, mas recusou depois de examinar dados e processos.

 

Este volume ele vai assumir para ser cobrado bem mais na frente porque se aceitasse a demissão pedida seria condenar indevidamente.

 

LUCIANO CARTAXO

O prefeito fez uma escolha considerada delicada e fundamental porque resolveu inocentar Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares seja como for.

Este é um jogo difícil e de efeitos a se efetivar mais na frente, mas ele resolveu acreditar nos seus assessores por considerá-los sem crime.

Este preço será cobrado bem mais na frente, mas ele teve atitude.