Sandra Moura será 1a mulher do Departamento de Jornalismo da UFPB a se tornar professora titular - WSCOM

menu

Paraíba

01/08/2018


Sandra Moura será 1a mulher do Departamento de Jornalismo da UFPB a se tornar professora titular

Foto: autor desconhecido.

A professora e jornalista Sandra Moura chega, até o final do segundo semestre deste ano, ao topo da carreira do magistério superior. Será a primeira mulher do Departamento de Jornalismo (Dejor), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a ser promovida à categoria de professora titular.

Os critérios e requisitos instituídos para a promoção a professor titular de carreira do magistério superior são rigorosos e estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Vão desde a experiência profissional à produção científica de qualidade.

Na UFPB, a promoção para professor titular é regida pela Resolução 33/2014, do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe). Entre os critérios, para a promoção, estão a exigência de doutorado, ser aprovado em processo de avaliação de desempenho e lograr aprovação de memorial que deverá considerar as atividades de ensino, pesquisa, extensão, gestão acadêmica e produção profissional relevante.

Sandra Moura é professora do quadro efetivo da UFPB, desde 1994. Concluiu o mestrado em 1996, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Conquistou o título de doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em 2002.

Jornalista formada pela UFPB, atuou na imprensa paraibana. Com atuação reconhecida, é docente de destaque no Departamento de Jornalismo e no Mestrado Profissional na área, onde atua como professora e pesquisadora do quadro permanente. Ela tem uma vasta produção no ensino, pesquisa, extensão, gestão acadêmica e profissional.

Orientou alunos de graduação e de pós-graduação, publicou livros, participou de congressos nacionais e internacionais, tem publicação em periódicos científicos com Qualis. Pesquisa sobre o impacto das agências de fact-checking nas organizações jornalísticas em tempo de fake news. Na área de gestão, já foi chefe do Departamento de Comunicação (Decom), vice-direção do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), coordenadora do Mestrado Profissional em Jornalismo, diretora do Polo Multimídia. Foi representante do CCHLA no Consepe.

Já passou por todas as progressões funcionais que antecedem, na sua área, a de professora titular, a última da carreira, que alcança, até o final deste segundo semestre.