Eleição na ALPB: Base reage após líder chamar de "traíra" quem não aderir ao voto aberto - WSCOM

menu

Política

28/12/2018


Eleição na ALPB: Base reage após líder chamar de “traíra” quem não aderir ao voto aberto

Foto: autor desconhecido.

Por Walter Santos / Portal WSCOM

A base aliada do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) experimenta, nesta sexta-feira (28), uma situação “sui generis” depois que o líder da situação, Hervázio Bezerra (PSB) deu entrevista chamando de “traíras” os colegas parlamentares que, por ventura, votem pela manutenção do voto fechado em detrimento da orientação de voto aberto nas eleições internas do Poder Legislativo. Nenhum deputado quis comentar o tema, mas já há reação na base aliada pela forma e tratamento.

A declaração do líder do Governo soou como “a expressão da realidade interna conduzida por Hervázio Bezerra de não saber construir no diálogo o encaminhamento das matérias e, desta forma, criando problemas antes inexistentes”.

De acordo com fontes palacianas, “o Governo dá pouca importância aos problemas criados desnecessariamente pelo líder que, ao longo do mandato, nunca soube construir os encaminhamentos à base do diálogo, ao contrário, sempre impondo a orientação desrespeitando o fato de que cada parlamentar aliado precisa de uma forma de tratamento”, disse um expert ligado à administração estadual fazendo “mea culpa”.

Para ele, “os governadores Ricardo Coutinho e João Azevedo precisam se advertir que não existe problemas na base, mas a forma de tratamento do líder pegou mal e por isso há contestação à forma exposta, mas nunca ao Governo”.