WS analisa invenção do rádio por padre brasileiro e as graves ameaças no mundo das comunicações - WSCOM

menu

Paraíba

26/12/2018


WS analisa invenção do rádio por padre brasileiro e as graves ameaças no mundo das comunicações

Na imagem, o jornalista e analista politico, Walter Santos

O jornalista Walter Santos postou análise crítica, em seu Blog veiculado no Portal WSCOM, nesta quarta-feira (26), em que analisa a invenção da radiodifusão pelo padre brasileiro Roberto Landell de Moura, em contraponto à maior invasão e ameaça sofrida pelo mercado da comunicação no Brasil.

Acesse o Blog de Walter Santos, AQUI.

 

Confira o texto publicado por Walter Santos:

 

Landell de Moura: o brasileiro inventor do rádio no mundo, antes de Marconi, e a invasão destruidora na comunicação

 

Quarta-feira intermediada com cenas políticas na Granja Santana, na ilha das Forças Armadas, no Rio, as últimas conversas em Brasília, etc, quando estamos diante e vivemos a nova realidade da comunicação no Brasil e na Paraíba com a invasão desmedida no segmento jornalismo / publicidade fazendo o mercado desabar.

 

Em meio a estudos sobre a interferência nefasta dos endereços de http (web) e nas redes sociais ameaçando os cursos de comunicação e de publicidade convencionais, eis que o tempo ainda permite conhecermos/debatermos a história real do padre brasileiro Roberto Landell de Moura, inventor do rádio, muito antes de Marconi ter consolidado na Itália a patente da radiofusão.

 

O DRAMA DOS INVENTORES

 

No final do século XIX ( final dos 1800) e início do século XX (1901), portanto, antes de Marconi patentear o invento do Rádio na Itália, o padre gaúcho conseguiu registrar em documento sua capacidade de oferecer à humanidade um sistema de radiodifusão da voz à distância, entretanto, o governo brasileiro não acatou nem apoiou o invento do sacerdote.

 

Landell de Moura ainda passou três anos nos Estados Unidos, onde foi recebido com reconhecimento, até construir registro de patente, mas na volta ao Brasil o Governo do presidente Washington Alves se recusou a apoiar a invenção revolucionária do padre brasileiro.

 

Aliás, o governo brasileiro deve ao Brasil e à história o trabalho internacional de resgatar a primazia do invento ao seu real primeiro inventor do rádio no Mundo.

 

A INVASÃO DESMEDIDA

 

Na Paraíba, como de sorte no Brasil, as instituições formadoras de profissionais de mídia e, em especial as Universidades a parir da UFPB com maior tempo no trato e formação no segmento ( DECOM e Mídia Digital) precisam urgentemente deflagrar a partir de 2019 um grande movimento de instrução e saídas para o mercado inteiramente invadido por endereços despreparados.

 

Aqui não se trata de censura, muito pelo contrário, mas sim de readequação urgente das formas e meios de conviver com a invasão desmedida do mercado por aventureiros nas diversas plataformas.

 

A ÉTICA nas Redes Sociais está no fundo do poço com apropriação indébita de conteúdo sem respeitar os direitos autorais.

 

O fato é que as Redes sociais e a Inteligência Artificial, mais a invasão de mercado, ameaçam gravemente o segmento de Comunicação e Publicidade do Estado.

 

É muito grave a situação.



Por Redação / Portal WSCOM