Provas do concurso da Procuradoria Geral do Município de João Pessoa serão aplicadas neste domingo - WSCOM

menu

Paraíba

17/11/2018


Provas do concurso da Procuradoria Geral do Município de João Pessoa serão aplicadas neste domingo

Foto: autor desconhecido.

As provas objetivas do segundo concurso público da Procuradoria Geral do Município (PGM) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) serão aplicadas neste domingo (18). No total, 3.582 candidatos se inscreveram no certame, sendo 74 candidatos com deficiência. A remuneração ofertada inicialmente é de R$ 12 mil.

O concurso está sendo realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe). Os locais de prova podem ser consultados no site da organizadora do certame (http://www.cespe.unb.br/concursos/pgm_jp_18_procurador/).

A prova objetiva para os cargos de Procurador do Município de João Pessoa, Classe A, padrão I será aplicada no turno da tarde, a partir das 13h, horário local, e terá duração de 5h. A organização do concurso orienta os candidatos a chegarem com, no mínimo, uma hora de antecedência.

Os candidatos responderão a 100 questões do tipo múltipla escolha, com cinco opções, sendo uma única resposta correta.

O concurso – O concurso está sendo realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe). Os candidatos serão submetidos a três etapas de avaliação, que incluem prova objetiva, subjetiva e avaliação de títulos. Todas as fases serão realizadas na cidade de João Pessoa (PB).

O edital do certame, que é o preenchimento de quatro vagas e formação de cadastro de reserva, pode ser conferido na edição especial do Semanário Oficial do Município, disponível no link: midi.as/concursoProgem2018.

Os requisitos do cargo de Procurador são o diploma de conclusão de curso de nível superior em Direito, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e a inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A remuneração ofertada inicialmente é de R$ 12 mil com ajustes previstos para 2019 e 2020. Haverá, ainda, o acréscimo de honorários advocatícios de sucumbência, previstos em lei.