Oposição denúncia manobra da bancada de Cartaxo para aprovar recursos: 'analisar R$ 128 milhões em dois dias é humanamente impossível' - WSCOM

menu

Política

31/10/2018


Oposição denúncia manobra da bancada de Cartaxo para aprovar recursos: ‘analisar R$ 128 milhões em dois dias é humanamente impossível’

Foto: autor desconhecido.

A bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) denunciou na manhã desta quarta-feira (31) uma manobra que gerou desconfiança pela pressa em que foi votada. Trata-se de um projeto de remanejamento de recursos no valor de R$ 128 milhões em verbas de secretarias da Prefeitura Municipal de João Pessoa para pagamento de folha.

Apesar dos debates sobre a pressa na tramitação da matéria e de uma discussão áspera na Câmara, o remanejamento foi aprovado em plenário por maioria de votos, já que a situação tem maioria na Casa.

Léo Bezerra (PSB), líder da bancada de oposição, detalhou que a matéria foi lida na terça-feira (30) e já na quarta-feira (31) passou pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa para ser levada a plenário. Léo desconfia da pressa com que a matéria foi levada a plenário e disse que “analisar uma matéria de R$ 128 milhões em dois dias é humanamente impossível”.

Ele ainda ressaltou que o remanejamento pretendido pela Prefeitura de João Pessoa retira dinheiro destinado a hospitais da cidade para efetuar o pagamento de folha de pessoal.

Já Milanez Neto (PTB), líder da bancada de situação na Câmara, descarta a utilização de qualquer tipo de manobra. “Aqui nessa casa não existe manobra, nunca existiu manobra, pelo contrário. Existe uma forma democrática de tratar as coisas”, apontou o vereador.

Ele também disse que a matéria chegou na Câmara no dia 26 de outubro e já passou pelas comissões, considerando o trâmite normal. De acordo com Milanez, o remanejamento é destinado a “diversos pagamentos. Não sei se especificamente para pessoal, acredito que não. Acredito que tem parte para previdência, tem parte de obra, de várias coisas. Retira de diversas áreas. Agora, tira da saúde para botar na saúde também”.

Portal WSCOM com informações do ClickPB.

Notícias relacionadas