Blog de WS diz que votação no TRE/PB às vésperas das eleições interfere no pleito - WSCOM

menu

23/09/2018


Blog de WS diz que votação no TRE/PB às vésperas das eleições interfere no pleito

Foto: autor desconhecido.

O novo texto do blog de Walter Santos aborda um tema especial no atual processo de disputa em curso, que é o agendamento de votação do processo do EMPREENDER/PB para uma semana antes da votação causando muitas especulações.

Walter Santos mostra que a matéria interessa diretamente a vários candidatos maioritários deste ano, portanto, qualquer resultado deve contaminar a atual disputa para o Governo pois, segundo ele, isto pode ser evitado tirando o TRE/PB das especulações.

Quando a pauta do TRE/PB, às vésperas das eleições interfere no jogo politico da Paraiba

Dia 28 de setembro de 2018, uma semana antes das eleições para o Governo do Estado. Esta é a data pautada pelo Tribunal Regional Eleitoral para votar o processo do EMPREENDER/PB em tramitação há mais de 3 anos com todo tipo de investigação, colhida de depoimentos, etecétara e tal.

Há que se convir que a Douta Corte haverá de decidir os rumos deste processo até porque está tudo previsto no rito convencional, mas a coincidência da data de votação na véspera das eleições produz questionamentos e até constrói dúvidas sobre o porque da escolha, pressa e a influência da decisão do mérito.

POR QUE A PRESSA PROCESSUAL?

Há consenso no Tribunal Superior Eleitoral de que os TREs priorizem, como de sorte faz o próprio TSE, os processos em tramitação do pleito em curso porque exigem decisões mais urgentes.

Casos pretéritos comumente entram em votação posteriormente para evitar que decisões de agora contaminem ou interfiram a partir de processos passados.

Esta lógica racional bem que pode ser ainda refletida e adotada pelo TRE/PB no caso do processo do Empreender porque, entre tantos fatores, trata-se de matéria de interesse direto de diversos atuais candidatos na majoritária, de Oposição sobretudo e de Governo em plena disputa, portanto, votar agora o processo é contaminar a eleição com qualquer resultado.

Ora, se isto é elemento comprovado de interferência por que o Ético Tribunal não se abstém de especulações negativas adiando por uns dias esta agenda de votação?

O que custa ao TRE se preservar na sua inteireza histórica inabalável implodindo de vez teses estranhas sendo disseminadas nos corredores do Tribunal e nos escritórios advocatícios?

Eis a questão.

Notícias relacionadas