Gabinete de Cássio expõe documentos mostrando que Couto votou contra Seguro - WSCOM

menu

Política

04/09/2018


Gabinete de Cássio expõe documentos mostrando que Couto votou contra Seguro

Foto: autor desconhecido.

A assessoria de Imprensa do senador Cássio Cunha Lima buscou a reportagem do Portal WSCOM para dar informações minuciosas contestando o deputado federal Luiz Couto que, em debate na TV Arapuan ao ser indagado sobre por que votou contra seguro para trabalhadores , e depois nesta terça-feira no site de noticias, negou a informação.

A jornalista Cláudia Gondim explica que inúmeros documentos provam que o deputado votou contra.

Eis, a seguir, o email:

“boa tarde, Walter,

Em relação à matéria publicada no portal WSCOM, na tarde desta terça (04), intitulada “Luiz Couto esclarece erro de Cássio e prova que votou a favor de agricultores” (https://www.wscom.com.br/noticia/luiz-couto-esclarece-erro-de-cassio-e-prova-que-votou-favor-de-agricultores/ ), cabe explicar que o senador Cássio Cunha Lima, em debate realizado na noite desta segunda-feira (03), não cometeu erro algum.

Segundo ela, o senador se referiu à proposta que fazia parte da MP 676 de 2015. A proposta de seguro-desemprego para trabalhadores rurais foi apresentada como emenda (Emenda 168) pelo deputado Paulo Rocha, do próprio PT.

Conforme accrscentou, o “PSB, do atual governador da PB e do candidato a governador da coligação da qual Luiz Couto é integrante, apresentou pedido de destaque (que é prioridade para a votação).”

E acrescentou:

“Na hora do encaminhamento, o líder do governo, pediu o voto contrário, em nome da “contenção de gastos” (conforme link da Agência Câmara anexo). Isso mesmo: o PT encaminhou voto contra o próprio PT. E contra o trabalhador, por tabela!”

Disse mais:

“Ainda assim, a emenda a favor do seguro-desemprego para trabalhadores rurais foi aprovada, com o voto *contra* do deputado Luiz Couto, conforme o espelho anexo do painel de votação.

Depois, a MP 676/2015, com a emenda que garantia o pagamento de seguro-desemprego ao trabalhador rural, foi votada e aprovada por unanimidade no Senado em 7 de outubro de 2015.

Quando foi à sanção presidencial, conforme disse Cássio no debate, Dilma vetou e emenda. O veto de Dilma foi analisado em sessão do Congresso de 15 de dezembro de 2015. Como ė do Regimento, a Câmara vota primeiro. Os deputados mantiveram o veto.

Ela acrescenta:
Documento 1:

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/TRABALHO-E-PREVIDENCIA/497289-EMENDA-APROVADA-REGULAMENTA-SEGURO-DESEMPREGO-PARA-TRABALHADOR-RURAL.html

Documento 2 (espelho de votação):

http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/plenario/chamadaExterna.html?link=http://www.camara.gov.br/internet/votacao/mostraVotacao.asp?ideVotacao=6618&tipo=partido

Muito obrigada! Cláudia Gondim”

Notícias relacionadas