Lei eleitoral impediu liberação de recurso do BNDES para museu, diz presidente - WSCOM

menu

Política

03/09/2018


Lei eleitoral impediu liberação de recurso do BNDES para museu, diz presidente

Foto: autor desconhecido.

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil  São Paulo

A interpretação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre a lei eleitoral impediu a liberação dos recursos que foram autorizados em junho para o Museu Nacional, explicou hoje (3) o presidente do banco, Dyogo Oliveira.

O contrato, assinado durante as comemorações de 200 anos da instituição, previa a destinação de R$ 21,7 milhões para a terceira fase do plano de investimento de revitalização do museu.“Nós estamos finalizando a avaliação jurídica. Nós havíamos pedido um prazo para a análise dessa questão e devemos concluir muito rapidamente até em virtude dos fatos”, disse Oliveira após participar do Congresso Brasileiro de Mercado de Capitais, em São Paulo.

Segundo o presidente do BNDES, a proposta inicial apresentada ao banco não contemplava a questão da segurança e, por solicitação da equipe do banco, foi incluída, o que também implicou em mais tempo para liberação da verba.