Walter Santos analisa trajetória e avanços do médico Italo Kumamoto, 45 anos depois do Memorial - WSCOM

menu

Paraíba

13/03/2019


Walter Santos analisa trajetória e avanços do médico Italo Kumamoto, 45 anos depois do Memorial

 Em novo texto de seu blog, o jornalista Walter Santos comenta a trajetória do médico Italo Kumamoto, na marca dos 45 anos do Memorial São Francisco, unidade que conta com o seu comando, em João Pessoa.

Leia:

‘A história de raça, capacidade e superação do médico Italo Kumamoto, 45 anos depois

 Quem mora em João Pessoa obrigatoriamente vez em quando ouve falar (de bem) do médico Italo Kumamoto, principal líder do Memorial São Francisco, a fase contemporânea do Procárdio na Av. Epitácio Pessoa e do Instituto Felipe Kumamoto, uma semente do bem para gerar cidadania nos tempos de intolerância.

Italo Kumamoto herdou a essência mitológica da Águia, pássaro de força incomum e que se permite se despedaçar para retornar com todo impeto de pássaro sem igual. 

Na Medicina, a partir da Paraíba, Italo é este instrumento de vida e superação da morte renascida na determinação de vencer os muitos monstros da vida profissional e, sobretudo, empresarial onde a industria da Saúde mata gente todo dia.

 O DOUTOR DO SOL NASCENTE

 Italo é brilhante como sempre fora seus antepassados na ilha de Kyushi, no Japão, onde pontificou o saldo dos Kumamoto, que na versão original seria origem do urso.

Mas o Dr. Italo é a tradução perfeita do Oriente via Japão (Terra do Sol Nascente), conforme Marco Polo, cuja raiz se fincou nos anos 20 na cidade de Princesa Isabel, através de Eije e Marly, para significar vida longa à sabedoria oriental e o atrevimento histórico de José Pereira.

 VITÓRIA DIANTE DA DOR

 Ninguém se iluda: a fama reconhecida do cardiologista nem de longe encobre minimamente as grandes etapas de provação, como foi a punhalada com o fim da vida precoce de Felipe Kumamoto, sem contar as vezes intermináveis para pagar contas e impostos para fazer o Hospital ser referência.

 O fato é que o Memorial São Kumamoto está de pé, firme e forte, rejuvenescendo como a Fênix dos tempos modernos para o bem de muita gente boa e salva naquele hospital.

 Aos 45 anos do hospital já é chegada a hora de agradecermos efusivamente pela presença e samurai contemporâneo de Italo com alma, além de vida de monge e pastor de tantos desafios pela vida.

 Nada é maior, contudo, do que seu gesto e atitude de ser um médico desbravador e vitorioso, apesar dos pesares, plantando e colhendo amores sem tempo nem lugar de parar de zelar por vidas.’