TJ abre projeto ‘Justiça para o Povo’ nesta segunda-feira - WSCOM

menu

Paraíba

06/03/2006


TJ abre projeto ‘Justiça

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ) abre nesta segunda-feira, 6, às 9h, no Caic Damásio Franca, no bairro de Mangabeira o projeto de audiências públicas “Justiça para o Povo”. A abertura do evento deve contar com a presença do presidente do TJ, desembargador João Antônio de Moura, do corregedor geral de Justiça, desembargador Jorge Ribeiro da Nóbrega, além de representantes do governador Cássio Cunha Lima e do prefeito da Capital, Ricardo Coutinho.

Durante a solenidade, haverá apresentação da banda de música da Polícia Militar e hasteamento das bandeiras da Paraíba, de João Pessoa e do Poder Judiciário. Idealizado pelo Tribunal de Justiça, o projeto “Justiça para o Povo” conta com o apoio financeiro da Anoreg – PB (Associação dos Notários e Registradores da Paraíba), da empresa de transportes coletivos Transnacional e do Banco do Brasil, e tem o suporte logístico de outras entidades, como Governo do Estado, Prefeitura Municipal de João Pessoa, associações comunitárias, e Igrejas Evangélica e Católica.

Durante uma semana, a população carente de Mangabeira e adjacências vai ter, a sua disposição, serviços de cidadania e Justiça, como alistamento eleitoral, renovação de títulos, emissão de documentos e registros, atendimento e orientação sobre benefícios sociais, além de prestação jurisdicional.

Para isso, serão disponibilizados, nas dependências do Caic, estandes do INSS, da Anoreg, Procuradoria Geral do Estado, Defensoria Pública, Força Sindical, do Tribunal Regional Eleitoral, entre outros. O ônibus adaptado da Justiça Itinerante também estará estacionado no Caic para realização de audiências. Pelo Tribunal de Justiça, estarão de plantão dois juízes e 200 servidores.

Além disso, a população beneficiada contará com a prestação de serviços médicos, odontológicos e de assistência social. Para a sexta-feira (10/03), último dia do projeto, está prevista a realização de um casamento coletivo para 100 casais, que participarão de uma cerimônia, ao mesmo tempo, ecumênica e jurídica.

Notícias relacionadas