Tiros de tropas dos EUA matam um jornalista e ferem outro no Iraque - WSCOM

menu

Internacional

28/08/2005


Tiros de tropas dos EUA

Um técnico de som morreu e o câmera que trabalhava com ele ficou ferido neste domingo, em Bagdá, por causa de tiros disparados por tropas americanas, segundo fontes ligadas às famílias das vítimas.

Segundo o relato das fontes, os dois repórteres, funcionários iraquianos da “Reuters”, foram atingidos pelos tiros de militares americanos no bairro de Adel, no oeste da capital.

O incidente aconteceu, segundo as fontes, quando uma patrulha iraquiana enfrentava supostos rebeldes em Adel.

Segundo os familiares das vítimas, estas foram atingidas pelos tiros de militares americanos que chegaram ao local para apoiar os membros da segurança iraquiana.

O técnico de som iraquiano Walid Khaled morreu, enquanto o câmera Haidar Qazem Nur ficou ferido e foi levado a um hospital militar americano.

Até o momento, o comando militar americano em Bagdá não confirmou o incidente.

No ano passado, outro câmera da mesma empresa de nacionalidade palestina foi morto em Abu Ghraib, ao oeste de Bagdá, por tiros supostamente disparados por tropas americanas.

A Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) pediu em abril ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, “investigações exaustivas” a altos cargos de seu governo sobre os incidentes que mataram 14 trabalhadores dos meios de comunicação desde o começo da invasão do Iraque, em março de 2003.

Notícias relacionadas