Time do Brasileirão se reúne para tentar acertar com lateral da Seleção - WSCOM

menu

Futebol

10/05/2019


Time do Brasileirão se reúne para tentar acertar com lateral da Seleção

Filipe Luís conquistou uma Copa do Rey, um Espanhol, duas Ligas Europa e três Supercopas da Europa pelo Atlético de Madrid

Classificado às oitavas de final da Libertadores, o Flamengo chegou à conclusão de que o lateral-esquerdo da Seleção Brasileira e do Atlético de MadridFilipe Luís, é o nome que faltava para brigar por todos os títulos da temporada.

 

Por isso, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz, e o ex-CEO Bruno Spindel, se reunirão, neste final de semana, com os empresários Marcos Marinho e Guilherme Siqueira, ex-lateral-esquerdo com passagem pelo clube de Madrid, sócios da empresa espanhola YouFirst.

 

CENÁRIO

Pesa a favor do clube rubro-negro o fato de que Filipe Luís tem contrato com os colchoneros até 1º de julho, portanto, poderia chegar sem custos. Além disso, o lateral-esquerdo é torcedor declarado do Mengão, o que pode ajudar nas tratativas. Os flamenguistas, inclusive, ofereceram dois anos de contrato, renováveis por mais um – o mesmo que seduziu o lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique.

 

Por outro lado, o jogador ainda tem mercado no futebol europeu, tanto que foi especulado no Barcelona e no Borussia Dortmund. Ademais, os atleticanos ainda tentam estender o vínculo por mais uma temporada. Marcos Braz, após a classificação sobre o Peñarol, pela Libertadores, em Montevidéu, falou sobre reforços.

 

“Qualquer jogador que o Flamengo contrate já estará apto para jogar a Libertadores na próxima fase. Agora, é esperar e ter tranquilidade. O Rafinha é o que eu falei desde o começo. Está bem encaminhado, tem um acordo, mas não tem nada assinado. O Flamengo está atento ao mercado”, disse o cartola, que vê na negociação a oportunidade de comprovar o poderio financeiro do clube rubro-negro.

 

QUEM É?

Filipe Luís Kasmirski chegou ao Figueirense em 2002, para o Sub 17. Pelo clube sulista, se profissionalizou e conquistou o Catarinense de 2003 e 2004. Após 39 jogos e um gol, chamou a atenção da Europa e foi emprestado ao Ajax; em 2004/05; depois, ao Real Madrid B, em 2005/06; por fim, ao La Coruña, em 2006/07.

 

Agradou e ficou em definitivo até 2009/10. De lá, foi para o Atlético de Madrid, onde permanece até o momento – teve uma passagem de um ano, entre 2014/15, pelo Chelsea, com quem venceu a Copa da Liga Inglesa e o Inglês.

 

As informações são do FI