Técnico do Campinense entrega o cargo após derrota e sequer viaja com o time para Arapiraca em confronto decisivo pelo Brasileirão - WSCOM

menu

Paraíba

16/05/2019


Técnico do Campinense entrega o cargo após derrota e sequer viaja com o time para Arapiraca em confronto decisivo pelo Brasileirão

O próprio treinador tratou de acabar com as especulações e informou a decisão ainda nos vestiários dos Aflitos.

Imagem reprodução/Foto: voz da torcida

O que já era esperado foi confirmado na madrugada desta quinta-feira (16): Francisco Diá não é mais o técnico do Campinense e sequer viaja com o time para Arapiraca. O próprio treinador tratou de acabar com as especulações e informou a decisão ainda nos vestiários dos Aflitos, onde a Raposa perdeu para o Náutico por 2 a 0 e ficou fora da Copa do Nordeste de 2020.

De acordo com Diá, a decisão de deixar o Campinense já estava tomada desde o fim do Campeonato Paraibano. No entanto, segundo ele, foi feito um pedido para que comandasse a equipe rubro-negra nos dois jogos do Pré-Nordestão.

“Já estava previsto que depois do campeonato (estadual) eu não ficaria. Eles pediram para eu fazer esses dois jogos da Copa do Nordeste. Eu fiz também dois da Série D. Então agora eu comuniquei à direção de futebol que não vou mais ficar”, disse Diá, em entrevista à Rádio CBN.

Futuro do comandante

O treinador deu uma pista sobre o futuro comandante. Na partida contra o ASA, sábado, pela terceira rodada da Série D, o Campinense deve ser dirigido por Romildo Freire, que era auxiliar de Diá. Além dele, Paulo Morôni, gerente de futebol, também está cotado.


“O Romildo e o Morôni acompanham a delegação para esse jogo”,  finalizou Diá.

As informações são do GE-PB
Portal WSCOM