Técnico do Argentinos Jrs provoca: 'Milagres acontecem apenas uma vez' - WSCOM

menu

Futebol

18/04/2011


Técnico do Argentino Jrs provoca Flu

Nem milagre

Foto: autor desconhecido.

A guerra pela classificação será apenas na quarta-feira. Mas o jogo de palavras que envolve a partida decisiva entre Argentinos Juniors e Fluminense começou três dias antes de a bola rolar. Na tarde de domingo, o time argentino desembarcou em Buenos Aires após a derrota, no sábado, para o Godoy Cruz, por 1 a 0, em San Luis, pelo Torneio Clausura 2011. Sem a presença de nenhum jornalista local, o técnico Pedro Troglio falou sobre o jogo pela Libertadores e, ao comentar as chances de classificação do Tricolor, não perdeu a oportunidade de provocar o adversário.

– Milagres acontecem apenas uma vez na vida. E a cota do Fluminense já foi preenchida – disse o técnico ao GLOBOESPORTE.COM, citando a arrancada que livrou o clube das Laranjeiras do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2009.

Há dois anos, por sinal, Troglio tinha motivos para ficar ligado no Tricolor. Ao mesmo tempo em que emendava uma sequência de onze partidas sem perder para se salvar no Brasileiro, o Fluminense avançava na Copa Sul-Americana. E na semifinal acabou eliminando o hoje técnico do Argentinos Juniors, que na época dirigia o Cerro Porteño-PAR. A partida decisiva, no Maracanã, teve até briga generalizada após o apito final. Agora, o destino tratou de promover um novo encontro e o treinador espera um resultado diferente.

– Não é uma revanche entre países, nem do Troglio contra o Fluminense. Talvez apenas futebolística. Mas poderíamos ter qualquer equipe pela frente que jogaríamos com a mesma motivação. Ficou uma tristeza muito grande por perder aquela semifinal. Mas o futebol é capaz de realizar esses reencontros. Agora eu tenho a chance de sair vencedor – lembrou.

A intenção do Argentinos Juniors é clara. Diante de sua torcida, que deverá lotar o Estádio Diego Armando Maradona, Pedro Troglio quer um gol antes dos 15 minutos para ‘dar tranquilidade a equipe e pressionar o Fluminense’. Mas o fato de o Tricolor ter apenas 8% de chances de classificação (precisa vencer e ainda torcer por um tropeço do Nacional-URU diante do América-MEX, em Montevidéu) é visto como uma dificuldade a mais.

– Jogaremos contra o atual campeão brasileiro e que se reforçou mais ainda esse ano. Contrataram o Rafael Moura, por exemplo, que fez dois gols contra nós no Engenhão. É uma grande equipe que, por ter poucas chances, pode talvez até jogar com mais tranquilidade e nos criar problemas. É preciso ter calma. Somos uma equipe pequena e humilde. Mas precisamos apenas de um empate – explicou.

Notícias relacionadas