TCE-PB aprova à unanimidade voto de pesar pelo falecimento da jornalista Nelma Figueiredo - WSCOM

menu

Paraíba

04/04/2018


TCE-PB aprova à unanimidade voto de pesar pelo falecimento da jornalista Nelma Figueiredo

Autor da propositura, o conselheiro Fernando Catão destacou, na sessão, a honestidade e competência profissional de Nelma Figueiredo

Foto: autor desconhecido.

Em sessão plenária desta quarta-feira (4), o Tribunal de Contas da Paraíba aprovou, à unanimidade, voto de pesar pelo falecimento da jornalista  Nelma Figueiredo, ocorrido na última sexta-feira (30), no hospital da Unimed, em João Pessoa. Ela faleceu aos 53 anos, após lutar por cerca de um ano e oito meses contra um câncer de pulmão.

Autor da propositura, o conselheiro Fernando Catão destacou, na sessão, a honestidade e competência profissional de Nelma Figueiredo. E lembrou da satisfação de haver sido entrevistado, muitas vezes, pela jornalista, no exercício de cargos públicos pelos quais passou, e também como conselheiro do TCE. “Uma grande perda para a imprensa paraibana”, completou.

No instante seguinte, em apoio à proposta, o presidente do Tribunal, conselheiro André Carlo Torres Pontes, ressaltou também as qualidades profissionais da jornalista, lembrando que Nelma Figueiredo construiu uma trajetória respeitada tanto por seus colegas de profissão quanto por suas fontes de informação, seus entrevistados, e pela sociedade.

“Já sabia desse respeito que ela contava na sua categoria, entre seus amigos, e em todos os segmentos sociais. A presença, em sua despedida, de tantos amigos e admiradores do seu trabalho demonstrou sua dimensão como cidadã e profissional exemplar que foi”, observou o conselheiro.

O conselheiro Marcos Costa enalteceu, igualmente, a competência e trajetória profissional da jornalista, frisando que a morte precoce de Nelma trouxe “muita tristeza e consternação à imprensa e à sociedade paraibana”.

Em mais de 30 anos de atividade profissional, Nelma Figueiredo trabalhou nas TVs O Norte, Cabo Branco, Correio e Tambaú. Também foi assessora de comunicação do DETRAN-PB. Seu trabalho mais recente foi no rádio, comandando o noticiário CBN Cotidiano, em João Pessoa.

Ela deixa dois filhos ( Gabriel e Mateus), do casamento com o também jornalista e apresentador Aldo Shueller, e uma neta.

A missa de sétimo dia em sua homenagem será nesta quinta-feira (5), às 17 horas, na igreja de São Pedro e São Paulo, no bairro do Brisamar, na capital.

SERVIDOR – Na mesma sessão, por propositura do conselheiro André Carlo, o Pleno também aprovou voto de pesar pelo falecimento de Ednaldo Gonçalves dos Santos, servidor aposentado do Tribunal, onde atuou de 1981 a 2012. Ele tinha 76 anos, era casado com Verônica Gonçalves Filizola, e deixa quatro filhos e três netos.

Notícias relacionadas