Tasso diz que é 'impossível' Serra disputar o governo de São Paulo - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

07/03/2006


Tasso diz que é 'impossível'

O presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE), descartou a possibilidade do prefeito de São Paulo, José Serra, desistir de sair candidato à Presidência da República para concorrer ao governo de São Paulo. Essa possibilidade foi cogitada por integrantes da base tucana como solução para o impasse na escolha do candidato do PSDB à Presidência.

O impasse envolve Serra e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O governador já declarou publicamente a intenção de disputar as eleições presidenciais pelo PSDB. Serra, que conta com a simpatia da cúpula tucana, ainda não oficializou de público a disposição de deixar a prefeitura para sair candidato.

“Nunca falei com o Serra sobre isso, mas acho que ele não aceitaria. Acho impossível. Mas é puro achômetro”, afirmou Tasso.

Pelos rumores que circularam ontem entre os tucanos, Serra abriria mão de disputar a Presidência e dessa forma tentaria manter o governo com o PSDB. Tasso disse hoje que essa opção não seria totalmente ruim. “Eu acho que para o PSDB seria bom. A chance dele ganhar seria grande, mas seria difícil uma operação dessa nessa altura do campeonato”, afirmou.

Tasso afirmou que a legenda deve concluir as negociações para definir o candidato tucano nas próximas semanas. O anúncio não tem data, mas deve ser feito em São Paulo. O partido espera que a definição saia até o próximo domingo. O anúncio sairá muito mais cedo do que esperamos”, declarou o presidente do PSDB.

Tasso deixou claro ontem que a decisão caberá a Alckmin e Serra. Ontem, mesmo estando em São Paulo, ele não participou de nenhuma das homenagem feitas ao quinto ano de aniversário da morte do ex-governador Mário Covas. Ele preferiu deixar Alckmin e Serra à vontade para conversarem entre si sem a interferência da cúpula. Na avaliação do partido, é melhor os dois chegarem sozinhos a um entendimento do que a legenda precisar realizar prévias para escolher o candidato do PSDB.

Notícias relacionadas