Tarso Genro convoca coletiva e deve anunciar saída de chapa do PT - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

29/08/2005


Tarso Genro convoca coletiva e

O presidente nacional do PT, Tarso Genro, marcou para a tarde desta segunda-feira uma entrevista coletiva, onde deve anunciar que desistirá de disputar as eleições internas do partido, marcadas para o próximo dia 18 de setembro.

Genro já havia afirmado duvidar que os articuladores de sua campanha convençam o ex-ministro José Dirceu a deixar a chapa –condição que apresenta para ficar. “Para algumas pessoas é possível [manter Dirceu na chapa]. Para mim, não dá.”

O presidente nacional do PT, Tarso Genro

A coletiva, marcada para as 15h de hoje, ocorrerá na sede do Diretório Estadual do PT do Rio Grande do Sul.

Segundo o deputado estadual Raul Pont (PT-RS), candidato pela corrente DS (Democracia Socialista), a desistência de Tarso vai fortalecer a esquerda do PT. “Uma eventual substituição de Tarso por Berzoini [Ricardo Berzoini, secretário-geral do PT] aumenta as chances de a esquerda do partido ir para o segundo turno”, avaliou. “Tarso teria mais legitimidade. Sua candidatura seria bem mais ampla que a de Berzoini.”

Pont ainda manifestou solidariedade ao esforço feito por Tarso para tirar de sua chapa todos aqueles envolvidos em irregularidades. “A intransigência destes envolvidos estão colocando em risco a sobrevivência do PT.”

Para o deputado, as “pessoas honestas” do Campo Majoritário, corrente que hoje domina o partido, “deveriam cobrar o afastamento de José Dirceu, Delúbio Soares [ex-tesoureiro], Silvio Pereira [ex-secretário-geral] e Paulo Rocha [deputado do Pará], entre outros, de sua chapa nacional”.

Silvio Pereira pediu desfiliação do partido no dia 22 de julho.

Notícias relacionadas