Targino formaliza contra-proposta para PM; próxima semana tenta evitar greve dos - WSCOM

menu

Policial

31/03/2006


Targino formaliza contra-proposta para P

O Governo do Estado baterá martelo no começo da semana sobre propostas de reajuste salarial apresentada hoje pelos policiais civis. Eles ameaçam entrar em greve a partir da próxima quarta-feira.

Pela manha, o secretário Harrison Targino (Segurança Pública) reuniu policiais, delegados e superintendentes para discutir a lista de reivindicações. Representantes do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil ficaram de fora.

‘Mas eles estão informados sobre o que queremos’, reagiu o presidente da entidade, Antonio Erivaldo de Souza. ‘Mandamos cartas para o governador Cássio Cunha Lima e para o secretário’, acrescentou.

Targino antecipou, no final da reunião, que o quadro de finanças do Estado não permitirá grandes concessões. Mas que o Governo estaria disposto iniciar, a partir de agora, a um processo de recomposição salarial dos policiais civis.

PM – O secretário está neste momento reunido com representantes de policiais militares para anunciar a contra-proposta do Governo do Estado. As reivindicações da PM foram entregues ontem ao governador. Eles mantiveram vigília iniciada na tarde de segunda-feira na Praça João Pessoa, centro da Capital.

Entre as tropas da Civil, a pauta inclui construção de plano de cargos e carreira, aposentadoria especial com provimentos integrais para quem tem 30 anos de atuação (25 no caso das mulheres) e transformação de gratificações em subsídios.

Notícias relacionadas